5 coisas que você não pode despachar em um voo

Patricia Autran da Resolvvi Escrito por Patricia Autran da Resolvviem 31 de janeiro de 2019
5 coisas que você não pode despachar em um voo

O que pode e o que não pode despachar na mala que vai no bagageiro do avião, assim como o que pode levar na bagagem de mão, pode ser restringido pelas normas da aviação civil, isso não é novidade, certo? Mas você sabe como elas funcionam?

As companhias aéreas também possuem regras próprias que podem complementá-las, mas, em geral, existe um padrão do que pode ou não pode despachar em um voo. Saiba mais sobre isso nesse post.

Eletrônicos e baterias

Não há problema algum em querer levar seu notebook, tablet, câmera fotográfica e smartphone para a viagem, você só não deve despachá-los na bagagem. Todas as companhias aéreas e a ANAC recomendam que o passageiro leve seus eletrônicos na bagagem de mão e, para tanto, precisam obedecer às dimensões (25 x 40 x 55 cm) e ao peso máximo (10kg).

Isso não quer dizer que você não pode despachar esses itens: é apenas uma recomendação. Aliás, uma sugestão esperta, considerando que há muito extravio de malas nos aeroportos.

A proibição de baterias das câmeras e filmadoras na bagagem despachada já possui outro fundamento, que é a composição química delas. Por este motivo, o transporte desses itens é permitido apenas na bagagem de mão. E uma lembrança: baterias de lítio acima de 100 Wh e pilhas de lítio acima de 20 Wh não podem embarcar em nenhuma bagagem.

Objetos de valor

No mesmo sentido da recomendação acerca dos eletrônicos, as companhias aéreas não aconselham o transporte na bagagem despachada de objetos valiosos. Títulos financeiros, jóias, dinheiro, documentos comerciais e metais preciosos estão, com certeza, mais seguros na sua bolsa de mão.

Não pode despachar materiais explosivos ou inflamáveis?

Por questões de segurança dos passageiros e da aeronave, não é possível despachar nem transportar em bagagem de mão materiais explosivos ou inflamáveis. Ainda que você esteja viajando para o réveillon, fogos de artifícios não são permitidos, pois se encaixam nessa categoria.

Da mesma forma, se você foi ao Canadá e voltou com uma Everclear na mala (bebida com teor alcoólico entre 75,5% e 95%), não poderá despachar o produto, já que bebidas acima de 70% de teor são proibidas no bagageiro do avião. Veja alguns exemplos desses materiais:

  • Detonador e fusíveis;
  • Espoleta;
  • Explosivo (ou réplica);
  • Sinalizador luminoso e pólvora;
  • Material pirotécnico e fogos de artifício;
  • Aerossol de qualquer substância, exceto os de uso médico ou pessoal (máximo 4 quatro frascos por pessoa, de, no máximo, 300 ml ou 300 g);
  • Bebida acima de 70% do padrão de graduação alcoólica, por volume;
  • Líquidos inflamáveis;
  • Munições e projéteis;
  • Gás comprimido de qualquer espécie (butano, propano, extintores e cilindros de oxigênio), e outros.

Você não pode despachar, também, geladeiras e freezers, porque elas contêm um gás perigoso para a aeronave.

Substâncias químicas e tóxicas

As proibições relativas a materiais explosivos ou inflamáveis são semelhantes às de substâncias químicas e tóxicas, porque colocam em risco a tripulação e/ou a aeronave. Veja algumas substâncias que não podem ser despachadas:

  • Sprays paralizantes (lacrimogêneo e pimenta);
  • Extintores de incêndio;
  • Materiais radioativos (isótopos comerciais e medicinais);
  • Substâncias venenosas e infecciosas;
  • Material oxidante (pó de cal, descolorante químico e peróxido) ou corrosivo (mercúrio, ácido, alcaloide, alvejante)
  • Cloro para piscinas e banheiras.

Muitas pessoas perguntam sobre o transporte de armas nos voos. No Brasil, apesar do porte ser proibido à população em geral, há pessoas autorizadas. Neste caso, o passageiro deve declarar à companhia aérea na hora do check-in, e as armas só podem ser transportadas na bagagem despachada. Mas isso não impede que a companhia aérea proíba o transporte de armas, mesmo no bagageiro.

Apesar de a franquia de bagagem despachada ter acabado em muitas situações, é possível comprá-la. Por isso, o passageiro deve se atentar para as regras de bagagem.

Lembre-se sempre de que é a companhia aérea que diz o que pode ou não pode despachar nas viagens de avião. Confira antes da viagem as regras de cada empresa para não ter transtornos no aeroporto e, se ficou com alguma dúvida, escreva pra gente pelos comentários! 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!