Bebê paga passagem aérea? Entenda tudo sobre recém nascido em voos!

bebê paga passagem aérea

Tem dúvida se bebê paga passagem aérea? Neste artigo vamos te deixar por dentro das principais informações sobre viagens com bebês!

Planejar as próximas férias em família sempre é uma grande diversão, não é mesmo?

Porém, nem sempre temos todas as informações necessárias sobre passagens aéreas.

Desse modo, quando se está planejando uma viagem com crianças, é comum nos depararmos com dúvidas como”qual idade paga passagem de avião?” e “bebê paga passagem aérea?”.

Neste artigo iremos te deixar informado(a) sobre tudo que envolve bebê e voos de avião, como se ele paga ou não passagem aérea e os documentos necessários para viajar.

Ficou curioso(a)? Então não deixe de acompanhar a leitura!

👉 Sua viagem não saiu como o esperado? Avalie agora seu problema e descubra se tem direito a indenização!

Afinal, bebês pagam passagem aérea?

Se você vai viajar com o seu bebê, provavelmente está se perguntando se será preciso pagar um passagem aérea para ele.

Então fique sabendo que a maioria das companhias aéreas transportam crianças de colo de até 2 anos de idade de forma gratuita em voos domésticos, ou seja, em solo nacional.

No entanto, algumas delas cobram 10% do valor de uma passagem para adultos.

Além disso, a depender do tamanho da criança e da necessidade de se utilizar uma cadeirinha especial, pode haver cobrança da passagem, afinal ele ou ela ocupará um assento.

Mas não desanime, algumas companhias aéreas também oferecem descontos para crianças de até 12 anos de idade, mesmo não sendo uma prática obrigatória.

Sendo assim, pagar passagem aérea para o bebê dependerá da companhia aérea e da necessidade um assento especial.

Em todos os casos, é necessário informar à companhia sobre o bebê no momento da reserva da passagem.

E aqui vai uma dica: nada melhor do que viajar com mais conforto e segurança.

Sendo assim, se possível, opte por pagar pela tarifa para que você possa contar com a cadeirinha para bebês.

Sobretudo em voos longos, é possível que os bebês sofram algum tipo de estresse por ficar horas nos braços dos pais ou acompanhantes.

Esse tipo de atitude é uma recomendação para garantir a segurança de todos os passageiros durante o voo.

Leia também: Nome errado na passagem aérea? Veja como corrigir!

Bebê paga passagem aérea em voos internacionais?

Agora que você já sabe que existe a possibilidade de viajar em solo nacional com bebê de colo de até 2 anos sem pagar pela passagem aérea dele ou dela, é hora de falarmos sobre os voos internacionais.

Nesse sentido, para voos ao exterior, bebê de até dois anos de idade pode viajar no colo e pagar entre 10 e 15% da passagem aérea/tarifa para adultos, mais a taxa de embarque.

A porcentagem do valor da passagem varia de companhia para companhia.

Porém, saiba que em voos na Classe Executiva se paga o valor da tarifa de adultos, o que dará direito a assento com cadeirinhas para bebês.

Já na Econômica, a cadeirinha é opcional e você pagará por fora.

De qualquer modo, não deixe de informar à companhia sobre estar levando um bebê, logo quando for fazer a reserva.

Viagens mais seguras: Acompanhe o seu voo com a Resolvvi

Você já está por dentro das condições que fazem ou não um bebê pagar por uma passagem aérea.

E como estamos falando em viajar de avião, aqui vai uma super dica!

Você sabia que existem sistemas de acompanhamento de voo que te permitem ficar de olho em todas as atualizações e status do seu voo?

Assim você pode poderá saber com antecedência sobre voo atrasado ou voo cancelado, bem como partida do voo, chegada do voo, histórico da companhia aérea e mais.

Para acompanhar seu voo de forma grátis e descomplicada com a Resolvvi, você precisa:

  1. Acessar o link de monitoramento do voo;
  2. Feito isso, você preencherá o campo “nº do voo“, no qual você digitará o número de seu voo;
  3. Depois você clica em “Acompanhar meu voo” e pronto!

Além disso, você será notificado(a) automaticamente caso algum problema com o seu voo tenha chances de te dar uma indenização.

E mais, insira o seu e-mail abaixo e receba o nosso guia de direito do passageiro para ficar por dentro de como agir em casos de problemas com voos:

Bebês pagam bagagem?

Questionamentos como “qual a medida da mala de mão?” e “quantas malas posso levar em voo nacional?” são bem comuns.

Mas quando se fala em bebês e viagens de avião, a maior dúvida é se eles pagam bagagem!

Afinal, depois que se tem um bebê, muitos itens na viagem se tornam indispensáveis.

Então, saiba que na maioria das vezes o bebê precisa pagar pela passagem aérea para ter direito a bagagem.

Se não, os pais só podem transportar um carrinho de bebê, que conta como item pessoal, e as suas próprias bagagens.

No entanto, de qualquer forma, não deixe de levar itens básicos para o bebê na sua bagagem de mão, como fraldas, lenços umidecidos, mamadeiras com o leite ou fórmula (mas sem a água) e alguns brinquedinhos que não façam barulho.

Em todo caso, para que você evite qualquer surpresa na hora do embarque, sugerimos então que você consulte os termos e condições de cada companhia aérea.

Quais os documentos necessários para bebê viajar em voo doméstico?

Agora que você já sabe se bebê paga passagem aérea, é hora ficar ligado(a) aos documentos necessários para voos domésticos.

De modo geral, a Certidão de Nascimento é o documento mais importante.

Porém alguns detalhes devem ser levados em consideração em relação ao acompanhante do bebê, veja:

  • Para crianças acompanhadas por um parente de até 3° grau (como pai, mãe, irmãos maiores de idade, avós e bisavós), é necessário um documento que comprove o grau de parentesco, o que normalmente pode ser comprovado com RG;
  • Já no caso de crianças acompanhadas por maiores de idade sem parentesco, é necessária uma autorização expressa pelo pai, mãe ou responsável, com firma reconhecida em cartório. Vale lembrar que algumas companhias aéreas exigem autorização de ambos os pais, portanto se informe com antecedência.

O essencial é não deixar de ler os termos das companhias sobre viagens com crianças!

Quais os documentos necessários para bebê viajar em voo internacional?

Como você já sabe, bebê paga uma porcentagem da passagem aérea para voos internacionais, ou a tarifa integral na Classe Executiva.

Agora, é hora de falarmos sobre os documentos necessários para bebês em voos internacionais.

O documento necessário será o passaporte (exceto para países que fazem parte do Mercosul).

Além disso, saiba que em alguns passaportes de crianças não constam a filiação, logo será necessário apresentar outros documentos para comprovar o grau de parentesco.

Para viajar com adultos que não são parentes, também será necessária a autorização de viagem internacional para menor, expressa de ambos os pais, reconhecida em cartório

E se o bebê for viajar com apenas um dos pais, só o pai ou só a mãe, será preciso emitir e reconhecer em cartório, em duas vias, uma autorização do pai ou mãe que não for viajar.

Ainda assim, sugerimos que você se informe com a companhia sobre o que mais será necessário, para evitar surpresas desagradáveis ao embarcar.

Conheça a Resolvvi

💡 Já parou para pensar no número de consumidores que nunca buscou seus direitos porque não os conhece bem ou acha que não vai dar em nada?

A Resolvvi é uma startup que tem como missão garantir o acesso à justiça para todos os brasileiros.

Este conteúdo é parte desse propósito e vai ajudar você a caminhar até os seus direitos como consumidor. Vamos com a gente?

Nos siga nas redes sociais:

E também faça parte da nossa comunidade de consumidores que não deixam barato e querem fazer justiça.