Como descobrir quem usou meu cartão de débito?

como descobrir quem usou meu cartão de débito
faça justiça com a resolvvi

Tentando entender se tem como descobrir quem usou o seu cartão de débito? Confira o nosso artigo e entenda mais sobre o assunto.

Que o uso de cartão tem se tornado cada vez mais comum, ninguém tem dúvida.

Seja pela segurança ou praticidade, cada vez mais pessoas têm adotado os cartões como forma de movimentação financeira ou para pagamentos.

No entanto, por mais seguro que seja, muitas delas sofrem com problemas de débitos desconhecidos nos cartões.

Diante disso, é comum que os consumidores queiram saber sobre quem foi o responsável.

Daí o questionamento: “Como descobrir quem usou meu cartão de débito?

Portanto resolvemos escrever este artigo para ajudar a quem passa por esse tipo de situação, confira a leitura e entenda mais.

👉 Alguém usou seu cartão de débito e você está negativado? Exija seus direitos e receba uma indenização!

Tem como descobrir quem usou meu cartão de débito?

Primeiramente, devemos dizer que isso vai depender de quem usou.

Neste sentido, é importante que você fique atento na hora de tentar descobrir quem usou o seu cartão de débito.

Isso porque quem usou tanto pode ter sido alguém de sua confiança, que possui seus dados, quanto pode ter sido um golpista, além de haver a possibildade de ser uma cobrança indevida.

Provavelmente você já sabe que as transações feitas no cartão de débito aparecem no extrato.

E é justamente por meio dele que é possível perceber que foram feitas.

Mesmo que não forneça a localização exata, ainda assim ele poderá ajudar na hora de tentar descobrir quem usou o seu cartão de débito.

Além disso, alguns cartões já possibilitam o rastreio das compras realizadas, o que pode facilitar ainda mais.

Continue a leitura para saber como proceder.

Indenização GIF

O que fazer para tentar descobrir quem usou o meu cartão de débito?

O primeiro passo a ser dado, para tentar descobrir quem usou o seu cartão de débito, é entrar em contato com a administradora do cartão.

Fazendo isso, espera-se que você fique sabendo sobre onde foi realizada a compra e qual o valor gasto.

Porém, devemos alertar que é muito difícil descobrir a identidade precisa de quem usou o seu cartão de débito.

Como já dissemos, isso varia muito de acordo com quem foi o responsável pela compra.

Neste sentido, a primeira coisa a se pensar quando descobrir o local onde foi feita a compra é se alguém da sua confiança, como familiares ou amigos, que possui seus dados ou acesso ao seu cartão, pode ter sido quem usou o cartão de débito.

Se for o caso, a medida mais prática é se resolver com quem realizou a transação, sem muito envolvimento da administradora.

No entanto, se não for o caso, é possível que você tenha sofrido ataque de golpistas, além de existir a possibilidade de se tratar de uma cobrança indevida no cartão.

Para saber mais sobre as possibilidades acima, continue a leitura.

Tentei descobrir quem usou meu cartão de débito e descobri que fui vítima de um golpe, o que fazer?

Como dissemos anteriormente, é possível que a transação desconhecida se trate de uma fraude, como clonagem, por exemplo.

Nesse sentido, vale salientar que, se ao tentar descobrir quem usou seu cartão de débito você se deparar com uma fraude, poderá contar com os seus direitos e jamais precisará pagar por algo que não consumiu.

Sendo assim, quando se tratanto de fraudes, o banco ou administradora do cartão deve assumir a situção.

De acordo com o artigo 42 do Código de Defesa do Consumidor:

O fornecedor de serviços responde, independentemente da existência de culpa, pela reparação dos danos causados aos consumidores por defeitos relativos à prestação dos serviços, bem como por informações insuficientes ou inadequadas sobre sua fruição e riscos.

Ou seja, é de responsabilidade do banco ou operadora de cartão manter a segurança do usuário, independente se o cliente paga ou não por seguros contra perda e roubo.

Nesse caso, o banco deve analisar a situação e fará o estorno do valor.

Sendo assim, reafirmamos a necessidade de se fazer contato com a administradora do cartão o quanto antes.

Além disso, o próximo passo é efetuar o cancelamento do cartão atual e solicitar um novo, afinal você não irá querer continuar usando um cartão com os mesmos dados que os golpistas possuem.

Fui vítima de golpe e não tive os meus direitos respeitados, o que fazer?

Parece absurdo, mas é possível que administradoras de cartões não dêem a assistência necessária aos consumidores vítimas de fraudes.

Imagina só você tentar descobrir quem usou seu cartão de débito, descobrir que na verdade foi vítima de fraude e ainda assim não ser amparado corretamente?

Se você passar por isso, entre com uma reclamação no PROCON da sua cidade ou nos sites Consumidor.gov e Reclame Aqui.

No entanto, se ainda assim o problema persistir, é possível entrar com uma ação judicial.

Há a possibilidade de resolver o problema entrando na justiça sozinho, através do Juizado Especial Cível (JEC).

Nós da Resolvvi podemos lhe ajudar a fazer isso com o nosso E-Book sobre como processar uma empresa sozinho.

Porém, como já dito, é possível que a transação desconhecida se trate de uma cobrança indevida.

Portanto continue a leitura e entenda mais.

Tentei descobrir quem usou meu cartão de débito e descobri que se trata de uma cobrança indevida, o que fazer?

Se ao tentar descobrir quem usou o seu cartão de débito você descobrir que na verdade se trata de uma cobrança indevida, não fique parado!

Acredite: cobranças indevidas são queixas comuns em situações que envolvem problemas com transações desconhecidas em cartões de débito.

Dessa forma, podemos dizer que isso se trata de uma cobrança de um valor por algo que não foi contratado ou não estava previsto em contrato.

Se for o caso, o primeiro passo é entrar em contato com a empresa responsável pela cobrança indevida e relatar o problema.

Neste caso, não é a administradora do cartão a responsável por resolver, mas sim a empresa que realizou a cobrança.

O que se espera é que a situação seja resolvida amigavelmente.

Com isso, o que deve acontecer é o cancelamento da cobrança e estorno do valor.

Porém, caso a tentativa de resolução amigável não for suficiente, você pode entrar com uma reclamação no PROCON ou no Consumidor.gov.

Mas se ainda assim o problema não for sanado, você também poderá entrar com uma ação judicial nos Juizados Especiais Cíveis (JEC).

Além disso, por mais absurdo que possa parecer, dívidas por cobranças indevidas podem gerar negativação indevida do nome do consumidor.

Deste modo, ao tentar descobrir quem usou o seu cartão de débito, além de descobrir uma cobrança indevida, ela ainda pode sujar o seu nome.

Continue a leitura e entenda melhor.

Meu nome está sujo e a dívida não é minha, o que fazer?

Tentou descobrir quem usou o seu cartão de débito e se deparou com uma cobrança indevida? Fique ligado!

Isso porque cobranças indevidas podem gerar negativação indevida do nome do comsumidor.

Se seu nome for inscrito em um dos órgãos de proteção ao crédito, como o Serasa, por uma dívida de cobrança indevida, você tem chances de receber uma indenização.

Para isso, é importante saber como comprovar uma negativação indevida para entrar com o pedido de indenização.

Se for o seu caso, a Resolvvi pode lhe ajudar! Quer saber se você tem direito a uma indenização? É só verificar grátis.

O melhor é que tudo é feito de forma prática e sem burocracia. Além disso, você só paga pelo serviço se ganhar!

Conheça a Resolvvi

💡 Já parou para pensar no número de consumidores que nunca buscou seus direitos porque não os conhece bem ou acha que não vai dar em nada?

A Resolvvi é uma startup que tem como missão garantir o acesso à justiça para todos os brasileiros.

Este conteúdo é parte desse propósito e vai ajudar você a caminhar até os seus direitos como consumidor. Vamos com a gente?

Nos siga nas redes sociais:

E também faça parte da nossa comunidade de consumidores que não deixam barato e querem fazer justiça.