Como funciona o juros rotativo? Aprenda agora!
indique e ganhe

Você sabe o que é juros rotativo e como ele funciona na prática? Leia este conteúdo e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto!

Eu tenho certeza que você já ouviu falar em taxas de juros, mas muitos brasileiros não sabem bem o que elas são e como funcionam.

Dessa forma, isso pode fazer com que algumas pessoas fiquem confusas na hora de organizar suas finanças ou até mesmo gerar o endividamento desnecessário quando a situação aperta.

Pensando nisso, vamos explicar em detalhes o que é juros e também o que é juros rotativo. Quer entender tudo sobre o assunto? Acompanhe a leitura!

O que é e como funciona o juros rotativo?

Para entender melhor como esse universo funciona, vamos começar explicando o conceito de taxa de juros, que é basicamente o valor do dinheiro no decorrer do tempo.

Ou seja, o preço que os tomadores de recursos pagam aos emprestadores para usarem um dinheiro que não é seu durante um determinado período.

Na prática, o juros é uma compensação pelo tempo que o dinheiro ficou emprestado.

Existem vários tipos de juros!

Por exemplo, sabe quando você exagera nas compras do cartão de crédito e não consegue pagar toda a fatura?

Você entra em uma operação chamada de crédito rotativo, onde ocorrem os juros rotativos.

Porém, se você não entende como esses juros funcionam, é aí que mora o perigo!

Mas calma! Nesse artigo vamos te explicar sobre o que são os juros rotativos e como eles funcionam, mas antes vamos falar sobre crédito rotativo.

O que é o crédito rotativo?

De maneira geral, é uma operação de crédito oferecida à uma pessoa que não fez o pagamento total da fatura do cartão até o vencimento.

A diferença entre o valor total e o que foi efetivamente pago até o vencimento se transforma em um empréstimo. E, por causa disso, passa a ter juros rotativos no restante que você tem a pagar.

Por ter uma taxa de juros alta, desde 2017 o crédito rotativo pode ser usado por no máximo 30 dias.

Dessa forma, após esse período, a instituição financeira deve passar a dívida para uma opção mais vantajosa em condição de pagamento e taxa de juros.

negociar dívidas

O que são os juros rotativos?

Os juros rotativos são as taxas cobradas pelas instituições financeiras na operação de créditos rotativos e eles se dividem em duas categorias:

  • Rotativo regular – Quando há um pagamento entre o valor mínimo e o valor total da fatura;
  • Rotativo não regular – Quando o valor pago é menor que o mínimo ou quando não há pagamento algum para a referida fatura.

No site do Branco Central é possível acompanhar as taxas de juros rotativo regular e não regular por instituição e elas pode chegar a mais de 700% a.a.

Como funcionam os juros rotativos?

Para entender melhor como os juros rotativos funcionam, vamos calcular junto com você.

Para isso, vamos partir de uma situação hipotética em que você pagou o mínimo da fatura em um mês. Dessa forma, o que você deixou de pagar vai para o mês seguinte com o acréscimo dos juros.

Para o exemplo, vamos considerar que a taxa ao mês de juros rotativos da sua financeira é de 10,10%.

Então, supondo que sua fatura veio R$ 2.500,00, e que o pagamento mínimo aceito é de R$ 375,00. O cálculo que você terá que fazer é:

Valor rotativoR$ 2.500 – R$ 375 = R$ 2.125
Juros do cartãoR$ 2.125 + 10,10% = R$ 2.339,63

Além desse valor de R$ 2.339,63 será cobrado também iof pela operação financeira e as compras caso você continue efetuando.

O que acontece se eu não pagar o juros rotativo?

Se, por algum motivo, o consumidor não pagar o juros rotativo, a situação pode se complicar um pouco. Porém, ainda há solução.

A instituição financeira é obrigada a passar essa dívida para alguma opção mais vantajosa ao cliente.

Nesse caso, algumas instituições já trazem previstas nos contratos as condições para essas situações, como parcelamento do saldo.

Por outro, lado, você também pode obter crédito em outra instituição para liquidar a dívida.

Porém, caso não consiga pagar a dívida e não aceite nenhuma negociação proposta pela instituição financeira você entrará para a lista de inadimplentes.

Se isso acontecer, o Banco Central esclarece que além de poder ter o cartão bloqueado pela instituição financeira, o cliente pode ter de pagar por juros remuneratórios, multa e juros de mora.

Como evitar cair no crédito rotativo?

Como você observou, o crédito rotativo pode te levar a pagar juros altíssimos.

Por isso é muito importante que você tenha não apenas um planejamento financeiro como também o controle das suas finanças.

Quer ter controle do seu dinheiro? Baixe agora nossa planilha de planejamento financeiro.

Afinal, quando você planeja sua vida financeira direitinho, aprende a definir metas e controlar os gastos, o endividamento passa longe.

No entanto, isso não quer dizer não ter mais cartão de crédito. Na verdade, isso quer dizer que, sabendo usar o cartão de crédito com sabedoria, ele pode ser um grande aliado nas suas finanças pessoais.

Gostou de aprender tudo sobre juros rotativos e como se organizar financeiramente para pagar seus cartões de crédito em dia?

Para mais dicas sobre saúde financeira e direito do consumidor, continue acompanhando o Blog da Resolvvi.