Qual a melhor forma de levar dinheiro em uma viagem?

Patricia Autran da Resolvvi Escrito por Patricia Autran da Resolvviem 7 de fevereiro de 2019
Qual a melhor forma de levar dinheiro em uma viagem?

Dinheiro em espécie

A compra de moeda estrangeira em bancos ou casas de câmbio é sempre uma opção viável. É preciso ter em mente que é bastante importante levar dinheiro em espécie em uma viagem internacional, nem que seja uma pequena quantia. Nunca se sabe o que nos espera longe de casa, e o dinheiro certamente pode ser útil.

Se você for levar dinheiro em espécie, saiba que pagará a taxa de câmbio e 0,38% de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) ao comprar a moeda estrangeira, e, em geral, é mais vantajoso comprar no Brasil do que no exterior. Porém, antes de viajar, verifique a taxa de câmbio no seu destino. Se for mais vantajoso comprar lá, leve o mínimo necessário do Brasil.

O papel moeda é a melhor forma de levar dinheiro em uma viagem internacional mais curta.

Cartão Pré-Pago

O cartão pré-pago é aquele que você coloca a quantia em forma de crédito e depois utiliza. Assim como no dinheiro em espécie, está sujeito à taxa de câmbio e IOF (6,38%). A vantagem (ou desvantagem) é que, a partir do momento da recarga, não há mais oscilação da cotação da moeda. Caso não utilize toda a quantia, você pode sacar o dinheiro posteriormente.

Cartão de Débito ou Crédito Internacional

Os cartões internacionais são a forma mais prática de levar dinheiro em uma viagem internacional, uma vez que são os mesmos utilizados no Brasil. Assim como no cartão pré-pago, além da taxa de câmbio, é cobrado o IOF de 6,38%.

No caso do cartão de crédito, o cálculo com a moeda estrangeira é feito no dia do fechamento da fatura. Por isso, se você fez uma compra dia 7, mas sua fatura fecha dia 15, valerá o valor do câmbio do dia 15. O produto, portanto, poderá sair mais caro ou mais barato do que no dia da compra, diferentemente do cartão de débito, que a transação é imediata (cotação do dia).

Transferência Bancária Internacional

Para aqueles que não querem levar dinheiro em uma viagem internacional, a alternativa mais barata, depois do papel moeda, é a transferência bancária internacional. Entretanto, como a maior parte das pessoas não possui conta no exterior, essa opção acaba sendo inviável.

Mas para facilitar isso, existem algumas plataformas especializadas em transferências internacionais, separamos algumas para vocês:

Remessa Online

Na Remessa Online, o processo é realizado todo de forma digital, ocorrendo a remessa em até 48 horas. Para a transação, há a cobrança de IOF de 0,38% ou 1,1 % sobre o valor enviado, dependendo do motivo da remessa.

A tarifa bancária depende do valor que for ser enviado: para envios de até USD 150, o custo sofre variação de R$ 100 a R$ 5,90; envios de USD 150 a USD 1.500, custo fixo de R$ 5,90, e envios a partir de USD 1.500, tarifa bancária gratuita. Além disso, a plataforma permite que o cliente acompanhe todas as etapas da operação.

Transferwise

A Transferwise cobra o valor de R$ 10,00 para envios de até R$ 400,00 e uma taxa de 2,5% sobre o valor enviado, quando é acima disso. A plataforma oferece câmbio comercial, sendo garantido desde que ela receba o dinheiro dentro de 81 horas. Além disso, é possível acompanhar via e-mail ou aplicativo cada estágio da transferência.

Western Union

Na Western Union, os custos de envio ficam todos a cargo de quem irá depositar o dinheiro, devendo preencher uma ficha com o local, o valor, o nome da pessoa que vai receber o dinheiro, o CPF dela e a conta internacional. O valor cobrado pelo serviço varia de acordo com o valor enviado, sendo mais caro para quantias menores. O site permite ser feita uma simulação para calcular esse valor.

A melhor forma de levar dinheiro em uma viagem internacional

Conhecidas as formas mais comuns de levar dinheiro em uma viagem internacional, a escolha deve levar em consideração o objetivo e a duração da viagem. Qualquer que seja o modo escolhido, a dica de ouro é sempre ter mais de uma opção disponível, para se precaver de possíveis problemas.

O benefício do dinheiro é evitar gastos desenfreados e ser a opção mais barata ao viajante, e ele é mais indicado para viagens curtas. Entretanto, é a forma menos segura de levar dinheiro em uma viagem, uma vez que não há como ser reembolsado em caso de perda ou furto/roubo. E lembre-se de que é preciso saber a procedência do dinheiro, por isso, evite os câmbios informais, no meio da rua.

Os cartões, ao contrário, são opções muito seguras, uma vez que são passíveis de reposição. O cartão pré-pago é mais dinâmico e rápido, podendo ser reposto em poucas horas. Além disso, ele pode incluir mais de uma moeda no mesmo cartão, sendo bastante indicado para quem vai viajar por vários países e uma ótima opção para quem não possui cartão internacional ou tem limite baixo. Isso sem contar a comodidade de fazer recargas pela internet.

A melhor forma de levar dinheiro é aquela mais adequada ao tipo de viagem. Considere sempre um pouco de dinheiro em espécie e escolha outro modo que facilitará o atendimento de suas necessidades.

E então, qual forma de levar dinheiro em uma viagem você prefere? Ficou com alguma dúvida? Escreva pra gente pelos comentários e até a próxima. 

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!