As regras de aviação para viajar com animais de estimação

Patricia Autran da Resolvvi Escrito por Patricia Autran da Resolvviem 28 de março de 2019
As regras de aviação para viajar com animais de estimação

Vez ou outra, é necessário transportar animais de estimação em viagens. Poucas pessoas sabem sobre as regras para poder embarcar com cães e gatos, e as dúvidas acabam aparecendo somente na hora do aperto, quase no dia de entrar no avião.

Se você pretende mudar de país ou passar uma temporada em outra cidade, saiba que para transportar seu pet no avião não é tão simples quanto parece.

Por isso, preparamos o post de hoje para você conhecer as regras da Agência Nacional de Aviação Civil para viajar com animais de estimação. Confira!

Compre uma caixa transportadora para colocar seu bichinho

Você já ouviu falar em Kennel? É uma caixa transportadora adequada utilizada para transportar um animal de estimação, e, para viajar de avião, é necessário que o pet seja transportado nele de acordo com as regras da Agência Nacional de Aviação Civil.

Mas não pense que, obrigatoriamente, seu bichinho irá ao seu lado na cabine de passageiros. De acordo com a Agência, o transporte do animal poderá ser realizado na cabine de passageiros ou no compartimento de carga e bagagem, mas a escolha fica a critério da empresa.

Se seu animal for mais exótico, não domesticado, sem chances: apenas os animais domésticos (cães e gatos) têm permissão para ser transportados na cabine.

Caso a companhia aérea aceite o transporte do seu animal de estimação na cabine, ele deverá ser feito com segurança, sem atrapalhar os demais passageiros. E não se esqueça de conferir o limite de peso admitido para transportá-lo junto a si.

Não esqueça a documentação necessária

Kennel na mão, transporte na cabine autorizado. Pronto? Nada disso! Para viajar com animais de estimação, é preciso ter toda a documentação necessária que autoriza o transporte.

Os documentos variam conforme o itinerário do passageiro, por isso, fique atento às regras para destinos nacionais e internacionais.

Destinos nacionais

Para viajar com animais de estimação em território nacional, o passageiro deve apresentar os seguintes documentos:

  • Formulário de responsabilidade pelo transporte do pet, que será preenchido na hora do embarque.
  • Carteira de vacinação atualizada do animal;
  • Atestado assinado por veterinário (certificado veterinário), que comprova a boa condição de saúde do animal, emitido em, no máximo, 10 dias;
  • Certificado de vacinação antirrábica, caso o animal possua mais de 3 meses de idade (a vacina deve ter sido aplicada entre 30 dias e 1 ano antes da data de embarque);
  • Algumas cidades específicas, como Carajás e Fernando de Noronha, requerem documentos específicos, de acordo com a administração local.

Viagens internacionais

No mesmo sentido, para viajar com animais de estimação em avião, é preciso verificar a documentação requerida pelo país destino.

As informações sobre as regras de cada localidade podem ser consultadas no site do Ministério da Agricultura ou no consulado do país de destino.

De forma geral, os países solicitam os seguintes documentos, sendo alguns comuns ao destino nacional:

  • Carteira de vacinação;
  • Atestado sanitário;
  • Certificado de vacinação antirrábica;
  • Laudo de sorologia;
  • Certificado zoosanitário internacional, que é um documento emitido pela ANVISA, nos casos de origem brasileira, ou pelo serviço sanitário oficial do país de procedência do animal;

No caso de viagens internacionais, há a exigência de apresentação dos documentos em duas vias, sendo que a cópia é anexada na caixa transportadora.

Pague uma passagem de avião para transportar animais de estimação

Por fim, com os documentos e o Kennel em mãos, o passageiro precisa comprar uma passagem de avião para viajar com seu bichinho – isso porque o peso do animal não é incluído na franquia de bagagem do passageiro.

Então, o responsável pelo animal paga um valor à parte, como se fosse uma passagem aérea. É importante reservar com antecedência, uma vez que algumas companhias aéreas estabelecem limitação do número de animais a ser transportado nos voos.

Em qualquer caso, para viajar com animais de estimação em avião, consulte as regras de cada companhia aérea e do local de destino –  e lembre-se de que algumas raças sequer podem ser transportadas!

Gostaria de receber conteúdos exclusivos sobre o consumidor de transporte aéreo? Assine nossa newsletter e até a próxima!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

2 Comentários

  1. Avatar Lorenzo disse:

    Olá gostei do seu post muito interessante, vou acompanhar seu blog esse tipo de conteúdo tem me ajudado bastante.

    • Giovanna Damasceno da Resolvvi Giovanna Damasceno da Resolvvi disse:

      Oi, Lorenzo. Que bom que você tá gostando dos nossos conteúdos. Agradecemos seu feedback! Continue nos acompanhando, tá? Um abraço dos seus amigos da Resolvvi.