Financiamento Minha Casa Minha Vida, como funciona?

financiamento minha casa minha vida
faça justiça com a resolvvi

Quer saber mais sobre o financiamento Minha Casa Minha Vida? Então confira o nosso artigo e saiba como funciona!

O sonho da casa própria é comum a milhões de brasileiros, afinal morar de aluguel causa um abalo considerável no planejamento financeiro.

Portanto, quando se encontra meios de facilitar essa conquista, muita gente busca não perder a oportunidade.

Desse modo, desde 2009 muitos brasileiros têm aproveitado o programa Minha Casa Minha Vida como forma de conquistar a moradia própria.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento (MDR), a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic) e a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias, entre 2009 e 2018, mais de 5,5 milhões de unidades habitacionais foram contratadas e mais de 4 milhões delas foram entregues.

No entanto, ainda é comum a dúvida sobre o funcionamento do financiamento Minha Casa Minha Vida.

Quer planejar seu orçamento sem dor de cabeça? Então é só baixar grátis nossa planilha de planejamento financeiro 👇

Pensando nisso, escrevemos este artigo para explicar melhor sobre como funciona, confira!

O que é, afinal, o Minha Casa Minha Vida?

Não dá para entender o que é financiamento do programa sem saber do que se trata, não é mesmo?

Desse modo, saiba que o Minha Casa Minha Vida (MCMV) é um programa de iniciativa do Governo Federal criado para ajudar brasileiros de baixa renda no financiamento da primeira casa própria, por meio dos seus subsídios.

Porém, antes de pensar de forma precipitada, saiba que os bancos do governo – Caixa Econômica e Banco do Brasil – não financiam o imóvel 100%.

Na verdade, contando com o Minha Casa Minha Vida, é possível conseguir até 90% do valor em financiamento, sendo os outros 10% de responsabilidade do beneficiado.

Já que o programa oferece subsídio para cidadãos de baixa renda, é importante saber que esse valor oferecido não pode ser usado para entrada do financiamento, mas sim para baixar o valor do próprio financiamento e, logo, das suas parcelas.

No entanto, para quem se preocupa com o valor de entrada, fique calmo(a), pois há construtoras que oferecem opções de habitações com entrada grátis.

Desse modo, se o financiamento Minha Casa Minha Vida é de seu interesse, continue a leitura e aprenda como ele funciona!

Limpe Seu Nome GIF

Afinal, como funciona o financiamento Minha Casa Minha Vida?

O financiamento Minha Casa Minha Vida funciona com bases em regras gerais e específicas que vai depender da faixa de renda do beneficiado.

Desse modo, as regras gerais estabelecem que o financiamento não ultrapasse uma quantia correspondente a 30% da renda familiar bruta mensal.

De certa forma, o Minha Casa Minha Vida é uma das saídas para quem se questiona sobre como comprar um imóvel com renda baixa.

Isso porque a renda familiar não pode ultrapassar os R$9 mil.

Já o valor do imóvel, esse não pode ultrapassar o teto conforme o estabelecido para cada região do Brasil.

Quanto às regras específicas, essas vão de acordo com a faixa de renda, os subsídios a serem utilizados, os valores das parcelas, bem como os juros e o tempo para finalização do pagamento das parcelas.

Então não deixe de estar por dentro dessas informações ao tentar o financiamento, certo?

Se você achar que estará “apertado” financeiramente nos dois primeiros anos de pagamento, fique calmo(a), pois o programa também conta com vantagens para carência, que pode chegar a até 24 meses, caso imóvel tenha sido comprado na planta.

São muitas vantagens para realizar o sonho dos brasileiros, e isso é de encher os olhos!

Portanto, sabendo do funcionamento do programa de financiamento Minha Casa Minha Vida, é hora de saber se você e sua família estão dentro de algumas das faixas permitidas. Continue a leitura e confira.

E sobre as faixas de renda?

Primeiramente, é preciso que você some a renda bruta mensal da sua família. Com isso, você saberá se se encaixa em uma das faixas e, se sim, em qual delas.

Portanto, confira.

Faixa 1

Na faixa de renda 1 se encaixam as famílias com renda de até R$1.800 reais.

Desse modo, os subsídios podem chegar a até 90% do financiamento, restando, portanto, 10% que será por conta do beneficiado.

As prestações podem chegar a até R$270 com até 120 meses de prestações.

Faixa 1,5

Na faixa 1,5 se encaixam as famílias com renda de até R$2.600.

Com isso, os subsídios oferecidos pelo governo para essa faixa podem chegar a até R$47.500 com a possibilidade de financiamento de 30 anos, com juros de 5%/ano.

Faixa 2

Para se encaixar na faixa 2 do financiamento Minha Casa Minha Vida, as famílias devem ter renda de até R$4.000.

Nessa faixa, os subsídios podem chegar a até R$29.000, com taxas que podem variar entre 5,5% e 7%/ano, com tempo para quitar de até 360 meses.

Faixa 3

Na faixa 3 do financiamento Minha Casa Minha Vida não há o oferecimento de subsídios do governo. Nessa faixa se encaixam as famílias com renda de até R$9.000.

No entanto, é possível conseguir taxas de juros satisfatórias.

As famílias com renda de até R$7.000, podem contar com taxas de até 8,16%/ano, e as com até R$9.000 de renda, 9,16%/ano.

O prazo para quitar, nessa faixa, é de até 360 meses.

Mesmo sem subsídios, ainda assim pode ser uma boa opção, não é mesmo?

Leia também: “Como financiar um imóvel em 3 passos simples“.

Posso me inscrever no MCMV se tiver o nome sujo?

Bom, isso vai depender da faixa, já que depende da renda bruta mensal familiar.

Isso porque apenas pessoas com renda de até R$1.800 reais podem se inscrever no programa de financiamento Minha Casa Minha Vida com o nome sujo.

Ou seja, como você leu, apenas pessoas da faixa 1.

Além disso, sempre que tocamos no assunto “nome sujo”, não podemos deixar de falar de um problema que, por mais absurdo que seja, é comum: a negativação indevida.

Isso acontece quando uma empresa inscreve o nome de um consumidor nos órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa, por uma dívida já paga ou que nunca tenha entrado em débito.

Se você passar por isso, terá dois direitos principais: a retirada imediata da negativação e indenização por danos mais.

Você pode contar com a Resolvvi para fazer justiça, nós lhe ajudaremos com a entrada do pedido de indenização de forma online, prática e sem burocracia.

Para isso, basta avaliar o seu caso grátis em nosso site. Além disso, você só paga pelo serviço se ganhar!

Como contratar o financiamento Minha Casa Minha Vida?

Se a sua família possui renda de até R$1.800, ela deve se inscrever na prefeitura da cidade ou em uma entidade organizadora do programa. Uma vez inscrita, a família entrará no sorteio de unidades disponíveis, após serem avaliadas pela prefeitura e validadas pela Caixa.

Já para famílias com renda acima de R$1.800 e até R$7.000, a inscrição pode ser feita em uma entidade organizadora ou solicitada de forma individual, indo até uma agência da Caixa ou correspondente Caixa aqui e entregando a documentação.

Conheça a Resolvvi

💡 Já parou para pensar no número de consumidores que nunca buscou seus direitos porque não os conhece bem ou acha que não vai dar em nada?

A Resolvvi é uma startup que tem como missão garantir o acesso à justiça para todos os brasileiros.

Este conteúdo é parte desse propósito e vai ajudar você a caminhar até os seus direitos como consumidor. Vamos com a gente?

Nos siga nas redes sociais:

E também faça parte da nossa comunidade de consumidores que não deixam barato e querem fazer justiça.