Fraude de cartão de crédito: 6 dicas para proteger

Exija seus direitos sem sair de casa

Já foi vítima ou quer evitar uma fraude de cartão de crédito? Aprenda agora mesmo como se proteger seguindo nossas 6 dicas de segurança. Acompanhe!

Não é novidade que as fraudes de cartão de crédito atormentam os consumidores, principalmente porque poucos conhecem seus direitos em casos de fraudes e como resolver o problema.

Além disso, também é bastante comum esquecer da importância da prevenção.

Ou seja, poucos consumidores sabem como se proteger de fraudes de cartão de crédito e, muitas vezes, por pura desatenção sofrem sérios problemas.

Importante lembrar que, em casos de fraude de cartão de crédito, o consumidor pode ter como consequência a negativação do seu nome.

Isso quer dizer que, por conta da fraude, seu nome pode ser inscrito nos birôs de proteção ao crédito sem que tenha feito de fato uma dívida, o que é significa que o nome foi negativado indevidamente.

Pensando nisso, preparamos 6 dicas para ajudar consumidores a se prevenirem de fraude de cartão de crédito e evitar as consequências da fraude. Acompanhe!

6 dicas práticas para evitar fraude de cartão de crédito

Acompanhe nossas dicas e fique por dentro de como evitar fraude no cartão de crédito!

1) Quer evitar fraude de cartão de crédito? Desconfie de ofertas extremamente benéficas!

No intuito de chamar a atenção prontamente dos consumidores, os golpistas fazem uso de alguns links, e-mails ou sites que costumam ter um conteúdo bastante chamativo e sensacionalista.

Muitas vezes, fazendo alguma promessa de ganho fácil ou mesmo de promoção de produtos. 

Por isso, evite sites que não são seguros. Se você não sabe como identificá-los, acompanhe este conteúdo que explica tudo sobre dicas de segurança para comprar online.

2) Confira as informações da empresa na qual está sendo feita a compra

Como já falamos, é importante considerar também a sua segurança ao fazer compras online.

Em compras feitas virtualmente, esse cuidado é essencial! 

Buscar informações sobre a reputação da empresa, verificar a versão oficial do site e mesmo conferir se nele consta algum mecanismo de certificação ou proteção.

Como, por exemplo, do cadeado ao lado do campo do link,  são uma das posturas mais básicas que podem ser adotadas.

Outras informações, além da reputação, que podem ser verificadas são: CNPJ da empresa, dados e e-mail para contato com o consumidor.

Lembre também que, em caso de compras feitas virtualmente, é mais prudente não deixar suas informações guardadas no site para compras futuras.

Pois, com isso você pode estar mais vulnerável a eventuais fraudes ou golpes que possam atingir a plataforma.

Além disso, existem sites nos quais podem ser verificadas algumas informações muito importantes sobre a empresa, a exemplo do Consumidor.Gov ou ReclameAqui.

Leia também: Como fazer reclamação no Reclame.Aqui em 4 passos

3) Faça uso de mecanismos de proteção ao seu cartão de crédito

Para evitar fraudes de cartão de crédito, existem uma série de pequenos cuidados que podem ser inseridos na sua rotina, seja de maneira online ou offline, são eles:

  • Etiquetar e cobrir o código de segurança do seu cartão, para que, caso seja possível identificar os demais dados do seu cartão, o fraudador não consiga ter acesso ao código que autoriza a validação de compras; 
  • Não compartilhar fotos do seu cartão de crédito por meio de redes sociais ou aplicativos de mensagem; 
  • Junto à administradora do seu cartão, ativar mensagens de confirmação de compra via aplicativo ou sms, sendo possível identificar qualquer movimentação estranha;
  • Se possível, utilize a versão virtual de seu cartão de crédito

4) Mantenha um planejamento financeiro organizado

É extremamente importante mapear e documentar todos os gastos feitos ao longo do mês, estipulando uma quantidade de gastos que podem ser feitos dentro do seu planejamento financeiro.

Qualquer movimentação estranha não planejada e não feita por você, caso identificada por meio de uma checagem via sms ou verificação de fatura, pode ser algum sinal de que você tenha sofrido um golpe de cartão de crédito.

5) Desconfie de qualquer contato feito por ligação, e-mail ou WhatAapp em que seus dados são solicitados

O principal motivo pelo qual criminosos e estelionatários têm sucesso em aplicar fraudes de cartão de crédito é a facilidade com a qual obtêm informações sobre a pessoa que está sofrendo o golpe. 

Os golpistas e fraudadores podem se passar por atendentes de banco ou mesmo por centrais de segurança.

Geralmente, eles entram em contato com você para lhe informar que houve algum problema em sua conta bancária ou mesmo que é necessário validar novamente seus dados.

Antes de responder a qualquer contato deste tipo, tente identificar o nome do suposto funcionário da central e opte por entrar em contato com a empresa diretamente.

Você pode fazer isso buscando e-mail ou telefone para contato no site oficial da empresa, e questionar se realmente há alguma necessidade de confirmação de dados ou se está ocorrendo qualquer problema em sua conta bancária. 

6) Se possível, utilize sua rede privada de conexão

Ainda que a disponibilização de redes WI-FI públicas e de outros estabelecimentos seja um facilitador, é muito importante saber que, apesar disso, você corre riscos ao utilizar uma rede aberta.

Isso acontece porque, uma vez que a troca de dados é pública, e ao realizar alguma compra utilizando esse tipo de rede, seus dados também podem ser publicizados, incluindo dados de seu cartão de crédito.

Agora que você sabe como se proteger de fraudes de cartão de crédito, o que vai te ajudar a evitar problemas financeiros no futuro, como o nome negativado indevidamente.

Inclusive, é importante saber que ficar com o nome negativado indevidamente é um problema sério e pode prejudicar o consumidor de diversas formas como, por exemplo, impedindo que ele consiga boas linhas de crédito.

No entanto, quando o consumidor tem a inscrição indevida nos birôs de proteção ao crédito, é possível pedir uma indenização por danos morais e a remoção imediata do CPF Serasa ou SPC.

Quer saber se seu nome negativado indevidamente tem direito a uma indenização por danos morais? Verifique grátis agora mesmo!