Gestante pode viajar de avião? Entenda tudo sobre o assunto!

Izabella MotaEscrito por Izabella Motaem 25 de fevereiro de 2021
Gestante pode viajar de avião? Entenda tudo sobre o assunto!
indique e ganhe

Você sabe se gestante pode viajar de avião? Ou mesmo se uma aeronave é segura para grávidas? Acompanhe a leitura e entenda tudo sobre o assunto!

Com a volta do turismo, mais brasileiros estão voltando a planejar suas viagens, e é normal que muitas dúvidas surjam nos passageiros, e uma muito comum é se gestantes podem viajar de avião.

Mas afinal, gestante pode viajar de avião?

Sim, gestantes podem viajar de avião!

Mas, apesar de o fato de estar grávida não ser um empecilho para você viajar de avião, existem recomendações para algumas situações.

Até quantos meses a gestante pode viajar de avião?

Em geral, até a 27ª semana de gravidez não existe nenhuma limitação para as gestantes viajarem, contudo é importante avisar a companhia aérea sobre a gravidez no ato da compra da passagem aérea!

A partir da 28ª semana de gravidez, já é necessário apresentar um atestado médico, até 7 dias antes do embarque.

Gestante com 30 semanas ou mais de gravidez tem mais exigências na hora de viajar.

Além disso, após a 39ª semana, o embarque não costuma ser permitido!

E deixamos a dica: Não se esqueça de considerar com quantas semanas de gravidez a gestante estará também no trecho de volta da viagem!

Assim como considerar se a gravidez é múltipla (mais de 1 bebê) ou se existe alguma complicação na gestação.

É muito importante que todos os detalhes sejam informados para a companhia aérea antes do dia do voo, para garantir toda a segurança para as mamães.

Dessa forma, a orientação mais importante para as futuras mamães que querem ou precisam viajar é consultar o seu obstetra sobre a decisão.

Leia também: Posso levar comida no avião? Tudo sobre alimento em voos

Sou gestante e vou viajar de avião, quais meus direitos?

Outro aspecto importante é entender quais os direitos das gestantes como passageiras!

Mulheres grávidas têm direito a atendimento prioritário dentro do aeroporto.

Por exemplo, na hora do check-in, despachos de bagagem, inspeção de segurança ou mesmo na hora do embarque.

Isso porque tanto gestantes são são considerados como lista de prioridade no atendimento. Da mesma forma que:

  • lactantes;
  • pessoas com crianças de colo;
  • passageiros com mobilidade reduzida;
  • idosos;
  • ou passageiros com necessidades especiais.

Quer saber saber mais direitos do passageiro: Baixe gratuitamente o nosso Guia de Direitos dos Passageiros e tenha sempre à mão ao viajar!

Existe algum perigo em gestante viajar de avião?

Médicos em geral abordam alguns momentos de atenção em relação a viagens de avião durante a gravidez.

Por exemplo, recomendando viagens apenas para gestantes a partir do 3º mês de gravidez.

Uma vez que, antes disso, pode oferecer riscos, mesmo que pequenos, tanto para a mãe quanto para o bebê em formação.

Além disso, a outra situação é já perto do final da gestação, onde os médicos recomendam viagens até a 32ª semana, podendo haver o risco de o bebê nascer prematuro após isso.

Animated GIF

O que as principais companhias aéreas brasileiras dizem sobre gestantes em voos?

Como dito até aqui, existem algumas diferenças das regras de companhias aéreas quando o assunto é até quantos meses a gestante pode viajar de avião.

Acompanhe!

LATAM:

Na LATAM, as gestantes não enfrentam nenhum obstáculo para viajar até a 29ª semana de gravidez.

No entanto, a partir da 30ª semana: obrigatório apresentar o atestado médico autorizando a viagem!

Para uma gestação única (um único bebê) a LATAM pede que a apresentação do atestado médico no balcão do aeroporto, se a gravidez estiver entre a 30ª a 35ª semana.

Entre a 36ª a 38ª semana: apresentar o atestado para a área médica da companhia.

Para uma gestação múltipla (mais de 1 bebê) a LATAM pede que a apresentação do atestado médico no balcão do aeroporto, se a gravidez estiver entre a 30ª a 31ª semana.

Entre a 32ª a 38ª semana: apresentar o atestado para a área médica da companhia.

E para qualquer gestação, a partir da 39ª semana, o embarque não é permitido.

GOL

Para GOL, as gestantes podem viajar sem problemas até a 27ª semana de gravidez para gestação única e até 25ª semana para gestações múltiplas.

Exigindo o atestado a partir da 28ª semana de gravidez.

Para uma gestação única (um único bebê) a GOL pede que a apresentação do atestado médico no balcão do aeroporto, se a gravidez estiver entre a 28ª a 35ª semana.

Entre a 36ª a 37ª semana: apresentar o atestado e declaração de responsabilidade.

A partir da 38ª semana é necessário: atestado, declaração, acompanhamento médico e situação excepcional.

Para uma gestação múltipla (mais de 1 bebê) a GOL pede que a apresentação do atestado médico no balcão do aeroporto, se a gravidez estiver entre a 26ª a 31ª semana.

Entre a 32ª a 37ª semana: apresentar o atestado e declaração de responsabilidade.

A partir da 38ª semana é necessário: atestado, declaração, acompanhamento médico e situação excepcional.

AZUL:

Na AZUL, as grávidas podem viajar normalmente até a 29ª semana de gravidez, tanto para gravidez única ou múltipla.

Para uma gestação única (um único bebê) a AZUL pede que a apresentação do atestado médico autorizando a viagem e preencher o formulário de gestante da Azul, se a gravidez estiver entre a 30ª a 35ª semana.

Entre a 36ª a 38ª semana: apresentar o MEDIF preenchido que será validado pela área médica da empresa.

Para uma gestação múltipla (mais de 1 bebê) a AZUL pede que a apresentação do atestado médico autorizando a viagem e preencher o formulário de gestante da Azul, se a gravidez estiver entre a 30ª a 31ª semana.

Entre a 32ª a 38ª semana: apresentar o MEDIF preenchido que será validado pela área médica da empresa.

Gostou de entender tudo sobre gestante em aeronaves? Continue acompanhando o Blog da Resolvvi para aprender sobre seus direitos do passageiro e muito mais!