Quais as melhores malas de viagem? Veja a lista completa e como escolher

Patricia Autran da Resolvvi Escrito por Patricia Autran da Resolvviem 5 de setembro de 2019
Quais as melhores malas de viagem? Veja a lista completa e como escolher

Você quer saber quais são as melhores malas de viagem para despachar? Então, continue lendo este artigo e confira todas as informações.

As novas regras da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) suspenderam a franquia gratuita de bagagem despachada, permitindo que cada companhia aérea tenha autonomia para definir suas tarifas, assim como o limite de peso e de tamanho das malas. 

Além disso, ao ficar de olho nessas normas antes de embarcar, é preciso considerar alguns critérios importantes quando o assunto é despachar sua bagagem.

Afinal de contas, viajar com segurança e tranquilidade exige qualidade, resistência e algumas precauções no transporte de objetos. 

Você sabe quais são os melhores tipos de malas para despachar? Confira nosso guia e viaje muito mais tranquilo!

 

 

Afinal, quais são as melhores malas de viagem para despachar?

Vale lembrar: a mala despachada na viagem é aquela transportada no compartimento de carga do avião, sendo entregue à companhia aérea no balcão de check-in (ou ainda no ponto especial de entrega de malas).

Além disso, escolher a mala é uma atividade que não precisa ser um transtorno e dependerá do seu tipo de viagem.

Para evitar transtornos e garantir a segurança dos seus itens durante todo o transporte, tome nota das nossas dicas a seguir: 

1. Material de composição: prefira malas rígidas e semi-rígidas 

Na internet você encontra malas de todo tipo, mas quando o assunto é despachar malas, um aspecto é particularmente importante: a resistência. Afinal de contas, estamos falando de uma bagagem de maior porte que será deslocada entre diferentes trajetos (de casa até o aeroporto, no próprio aeroporto, transfers, ruas, entre hotéis), inspecionada, transportada no porão do avião, por vezes trocada entre aeronaves, impactada pelos baques de outras malas no caminho… as situações de desgaste são muitas! 

Nesse ponto, é fundamental prestar atenção ao material das malas escolhidas. Para bagagens despachadas, o recomendado é apostar nas composições rígida e semi-rígida, que são opções mais resistentes e duráveis.

Preferida por muitos viajantes, a mala rígida é a de material duro, geralmente fabricada com fibras de polipropileno, policarbonato ou ABS (um termoplástico rígido e leve). A semi-rígida, por sua vez, é a que mistura composição dura e flexível (tecido). Ambas são duráveis e resistentes a impactos, oferecendo uma maior proteção ao conteúdo carregado. 

As malas de tecido, por sua vez, são maleáveis e mais baratas, mas não oferecem tanta segurança. Ao longo de todo o deslocamento, é possível que se rasguem e se desgastem com mais facilidade – e podem te deixar na mão. Evite! 

Leia Mais: Férias em dezembro: por que alugar uma mala? 

2. Atenção ao tamanho de mala despachada: média e grande 

O despacho geralmente é reservado para os viajantes que fazem jornadas mais longas e que não têm suas necessidades atendidas ao viajar só com a bagagem de mão, que pode ser levada na cabine do avião. 

Enquanto a mala de bordo (de tamanho P/pequena) pode ter até 10kg, qualquer bagagem que ultrapasse esse peso deve ser despachada – em geral malas M e G

Aqui, é importante reforçar: as regras para bagagem despachada (peso e dimensões) atualmente ficam a critério de cada companhia aérea. Na hora de escolher sua mala, a primeira providência deve ser checar o site da empresa com a qual você voará, checando os limites de peso e medidas

Bagagem Média 

Fique atento: comprar uma mala média normalmente tem a capacidade para 23kg, que também é o peso máximo permitido para despacho na maioria das companhias aéreas brasileiras, em voos nacionais e internacionais. 

Com tamanho intermediário e medidas aproximadas de 41cm x 26cm x 66cm, a bagagem M é a mais prática para despacho, não exigindo o pagamento de taxas extras para peso em excesso. 

Bagagem Grande 

Por sua vez, a mala grande (com cerca de 32kg) pode ser interessante para quem fará viagens de compras ou de longa duração, mas quase sempre demandará a cobrança de valores extras para despacho.

O mais indicado, aqui, é verificar as regras para excesso de peso no site da sua companhia aérea, pesquisar as opções para desconto e ir preparado

Os 32kg, inclusive, geralmente representam o pagamento do menor por carga extra nas empresas. Tente não ultrapassar esse limite! 

As medidas da mala grande são cerca de 45cm x 29cm x 77cm. 

Leia Mais: Excesso de bagagem: confira as taxas das principais companhias aéreas

3. Escolha marcas de qualidade 

Observar a marca é um dos fatores importantes ao procurar por uma boa mala.

Optar por segurança, resistência e conforto no transporte e no despacho da mala também significa optar por marcas de qualidade e de reconhecimento no mercado.

Para suportar os baques do despacho, da esteira e do porão da aeronave – e na facilidade do seu deslocamento – , apostar nas melhores casas de artigos de viagem vale muito a pena

Samsonite, Swisswin, Rimowa, Roncato, American Tourister e Delsey estão entre as melhores marcas de malas mais consagradas e aprovadas por viajantes de todo o mundo, além de terem um bom custo benefício.

Onde comprar ou alugar? Alugue malas Samsonite e Swisswin a ótimos preços!

Dicas extras para despachar sua mala com segurança 

Planeje bem suas conexões 

Um dos maiores riscos envolvidos no despacho é o extravio de bagagem. Para evitar o problema, se não for possível fazer voos diretos, é levados em conta comprar voos com conexão na mesma empresa aérea e evitar curtos intervalos entre o embarque-desembarque. 

Ter pouco tempo entre conexões é uma das principais causas de bagagem extraviada, já que muitas vezes não há tempo hábil para transferir a bagagem entre as aeronaves. 

Personalize sua mala 

Identificar e personalizar sua mala despachada evita que algum passageiro pegue-a por engano na esteira.

Boas dicas, nesse sentido, incluem colocar uma tag com nome e dados de contato na bagagem, apostar em fitas coloridas, adesivos, chaveiros e/ou capas de mala (que também protegem os objetos contra danos). 

Caso sua mala seja extraviada, esse cuidado também ajuda a companhia aérea a localizar sua bagagem com mais facilidade, entrando em contato com você. 

Faça o check-in com antecedência 

Nada de deixar o check-in para a última hora! Quem acaba despachando a bagagem em cima da hora também corre sérios riscos de ter sua bagagem extraviada.

Isso acontece porque, na correria, muitas malas não conseguem chegar ao porão do avião. Fique atento!

Não leve itens frágeis e de valor na mala despachada 

Objetos como joias, eletrônicos, medicamentos e demais artigos frágeis e de valor devem ser levados na mala de mão, a bordo com você.

Todas as companhias aéreas orientam os passageiros a tomarem esse cuidado, já que as malas despachadas ficam mais vulneráveis a danos e outros incidentes

Seja precavido na bagagem de mão  

Mais uma dica para se proteger caso ocorra um extravio de malas despachadas: seja precavido na sua mala de mão.

Certifique-se de levar uma muda de roupas e um kit de higiene e, se necessário, medicamentos. Dessa forma, você estará mais preparado caso aconteça um imprevisto com seus pertences pessoais. 

Fotografe sua bagagem despachada 

Tirar fotos (do interior e do exterior) da sua bagagem é outra medida de segurança importante. Essa precaução é de grande ajuda para a identificação da sua mala, além de servir como comprovante caso seus itens sejam extraviados. 

Por fim, não se esqueça: sempre guarde o comprovante de despacho da sua bagagem.

Esperamos que nossas dicas sejam úteis para que você viaje com mais segurança e tranquilidade! Aproveite para compartilhar suas dúvidas e experiências sobre o assunto nos comentários. Até a próxima! 

Se quiser saber mais sobre viagens e os direitos do passageiro, é só deixar seu nome e seu e-mail abaixo:

<p

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

1 Comentário