Meu cartão foi clonado, tem como saber quem foi?

meu cartão foi clonado tem como saber quem foi

Teve seu cartão clonado e busca se tem como saber quem foi? Confira o nosso artigo e entenda mais sobre isso.

Não é novidade que os cartões têm tomado cada vez mais espaço nas vidas dos consumidores, nas últimas décadas.

A praticidade e a segurança são os principais motivos de tamanha disseminação.

Com isso, cada vez mais pessoas adotam os cartões, seja para movimentação financeira ou para fazer compras.

Porém, mesmo que sejam seguros, fraudes e golpes ocorrem, como a velha e conhecida clonagem.

Tanto que não é difícil conhecer alguém que passou por isso, ou até mesmo você próprio ter sido vítima de pessoas mal intencionadas que praticam esse tipo de crime.

Por se sentirem lesados, é comum que consumidores vítimas de cartão clonado queiram saber quem aplicou o golpe.

Daí o questionamento: “Tem como saber quem clonou o meu cartão?

Pensando nisso, resolvemos escrever este artigo para ajudar os consumidores com essa dúvida.

Continue a leitura e saiba mais.

👉 Seu nome foi ou está negativado indevidamente? Exija seus direitos e receba uma indenização!

O que é clonagem?

Antes de procurar saber quem clonou o seu cartão, é importante que você entenda melhor sobre o que é esse golpe.

Portanto, podemos dizer que clonagem de cartão é um golpe em que os criminosos copiam os dados de um cartão de crédito ou débito e realizam compras no nome da vítima.

Nesse sentido, a vítima é inserida em uma situação complicada, já que envolve a segurança financeira dela.

É justamente por se tratar de uma questão de segurança que as vítimas querem tanto saber quem foi que clonou o cartão.

Além disso, é muito comum que pessoas que passam por esse problema também não saibam o que fazer, o que pode complicar ainda mais a situação se as medidas necessárias não forem tomadas.

Então, antes mesmo de tentar saber quem clonou o cartão, o mais importante é saber o que fazer nesses casos, além dos cuidados necessários e os direitos que protegem o consumidor.

Continue a leitura e saiba mais.

Como é feita a clonagem?

Sabemos que você se interessa em saber quem clonou o seu cartão, mas não deixamos de acreditar que você também se interesse em saber como esse tipo de golpe é dado.

Afinal, você foi vítima de uma situação desgastante.

Neste sentido, saiba que os golpistas vêm se aperfeiçoando conforme novas medidas de seguranças vão sendo implantadas, como os chips.

Isso porque, antigamente, o meio mais comum de clonar cartão era fisicamente.

No entanto, esse modo funcionava para os golpistas quando existiam apenas as tarjas magnéticas ao invés dos chips nos cartões.

Nesse golpe, os golpistas instalavam, nas maquininhas e caixas eletrônicos, um dispositivo conhecido como “chupa-cabra”.

Assim, quando um cartão era passado, o dispositivo copiava os dados da tarja magnética.

Porém, atualmente, os chips são como uma barreira contra o “chupa-cabra”, oferecendo mais segurança contra clonagens.

Mas os golpistas encontraram outros meios de clonar cartões!

Por isso, confira abaixo os meios “modernos” utilizados para o golpe.

cartão clonado por “phishing”

Neste golpe, os criminosos tentam “fisgar” as vítimas para roubar seus dados.

Para isso, eles usam “iscas”, que geralmente mais se parecem com falsas ofertas tentadoras.

Geralmente feito por SMS, os golpistas levam as vítimas à páginas falsas com ofertas de produtos.

Quando o consumidor insere os seus dados de cartão para confirmar a compra, é aí que o golpe é aplicado e os dados roubados.

Cartão clonado por informações passadas em redes sociais

Neste golpe, os dados são roubados quando os criminosos invadem as redes sociais de vítimas que já tenham compartilhado dados por elas.

Por mais inseguro e perigoso que seja, muitas pessoas acabam enviando informações de seus cartões para outras, mesmo que sejam de confiança.

Infelizmente, se as suas redes sociais ou apps de mensagens forem invadidas por golpistas, isso será um prato cheio para eles.

Então, infelizmente, a vítima facilita, sem saber, para ter o seu cartão clonado.

Além disso, dados de cartões com cadastro em apps criminosos também podem dar margem para pessoas mal intencionadas.

Inclusive, há jogos para celular com essa finalidade, por mais absurdo que possa parecer.

clonagem com maquininhas de cartão

Muito cuidado ao passar seu cartão em maquininhas!

Um nome sujo indevidamente te pegou de surpresa

Isso porque alguns golpistas aproveitam o momento para aplicar o golpe.

Uma forma de fazer isso é quando eles entregam a máquina às vítimas, para que coloquem a senha, mas estando para digitar onde deveria estar o valor, que fica exposto.

Ao devolver a máquina, o golpista estará com a sua senha visível e digitada na tela da máquina.

CLONAGEM POR FOTOS DO CARTÃO

Muito cuidado com onde deixa o cartão ou a quem você o entrega!

Isso porque, neste golpe, você tem o cartão clonado quando alguém consegue fotografar a frente e o verso do seu cartão.

Com isso, elas passam a possuir os seus dados e podem fazer compras online sem dificuldade.

Indenização GIF

Afinal, tem como saber quem clonou meu cartão?

Bom, quando se trata de possibilidade, devemos dizer que a maior, em casos de cartão clonado, é ter o reembolso do dinheiro, que é um direito que explicaremos melhor posteriormente.

É bastante compreensível que as vítimas queiram buscar saber quem clonou o cartão.

Isso envolve nome, endereço ou, até mesmo, a forma com que o golpista agiu.

No entanto, sem querer decepcionar, devemos dizer que identificar o criminoso é pouco provável!

Os bancos e administradoras de cartões de crédito irão ser responsáveis apenas pelo reembolso do valor ou cancelamento da cobrança fraudulenta.

Mas pouco provavelmente essas instituições irão fornecer os dados do golpista, já que não são obrigadas legalmente a fazerem isso.

Porém, mesmo que os fornecessem, é pouco provável que um golpista use o próprio nome e dados para aplicar golpes, concorda?

Além disso, os casos de fraudes em cartões de créditos são gritantes.

Logo, mesmo que você possuísse os dados dos criminosos e entrasse com uma investigação na justiça, demoraria tempo demais até obter uma resposta.

Portanto, para evitar uma situação desgastante, que pode acabar em anos de espera, o mais aconselhável é que você conte com os seus direitos e resolva o problema com o mínimo de estresse possível.

Para saber melhor sobre os seus direitos em casos de cartão clonado, continue a leitura.

Leia também o nosso artigo “5 golpes do cartão de crédito para ficar de olho“.

O que fazer se tiver meu cartão clonado?

É muito importante saber o que fazer se tiver o cartão clonado, independentemente se foi vítima ou não.

Isso porque a agilidade pode ajudar a resolver o problema mais rapidamente.

Então, se você teve o cartão clonado, siga o passo a passo:

  • Faça o cancelamento ou bloqueio do cartão imediatamente: Entre em contato com o seu banco ou com a administradora do cartão e peça o cancelamento com urgência, ou faça o bloqueio pelo app, afinal você não deve se manter com um cartão que teve os dados roubados.
  • Faça um detalhamento do extrato ou fatura: Analise detalhadamente o seu extrato ou fatura a fim de identificar as cobranças desconhecidas. Se encontrar alguma, tente contato primeiramente com o estabelecimento, já que pode se tratar de uma cobrança indevida. No entanto, se perceber que de fato se trata de clonagem, acione o banco.
  • Entre em contato com o banco: Informe que o seu cartão foi clonado e aponte as cobranças desconhecidas, além de solicitar o estorno.

Além disso, indicamos que você faça um BO (Boletim de Ocorrência) para ter mais respaldo na hora de contestar a(s) cobrança(s) desconhecida(s).

Com o estorno solicitado, é só aguardar.

Para saber mais sobre o direito ao estorno em casos de cartão clonado, continue a leitura.

Quais os meus direitos em casos de cartão clonado?

É de extrema importância saber sobre os seus direitos em casos de cartão clonado.

De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, o banco deve devolver o dinheiro ou cancelar a cobrança de valores fraudados.

Isso porque entende-se que foi uma falha de segurança do banco, logo é ele o responsável por arcar com a responsabilidade.

Ao reportar um golpe por clonagem, é comum que o banco faça um análise para verificar a veracidade do ocorrido, se constatado o golpe, a devolução do dinheiro ou cancelamento da cobrança será feita.

Além disso, quando a instituição se recusa a fazer o estorno, ela precisa provar o motivo de não querer o fazer.

Se você achar que não teve os seus direitos atendidos, poderá entrar com uma reclamação no PROCON da sua cidade ou no site Consumidor.gov, além do Reclame Aqui.

Porém, se ainda assim a situação não for resolvida, você poderá mover uma ação judicial contra a instituição.

Você pode dar início ao processo sozinho(a) nos Juizados Especiais Cíveis (JEC).

Para aprender a processar uma empresa sozinho, deixe o seu email abaixo e receba o nosso E-Book ensinando o passo a passo.

Viu como é importante saber os seus direitos sobre cartão clonado?

Portanto, ao invés de quebrar a cabeça tentando saber quem clonou o seu cartão, opte por resolver a situação contanto com os direitos que não lhe deixarão desamparado(a).

Conheça a Resolvvi

💡 Já parou para pensar no número de consumidores que nunca buscou seus direitos porque não os conhece bem ou acha que não vai dar em nada?

A Resolvvi é uma startup que tem como missão garantir o acesso à justiça para todos os brasileiros.

Este conteúdo é parte desse propósito e vai ajudar você a caminhar até os seus direitos como consumidor. Vamos com a gente?

Nos siga nas redes sociais:

E também faça parte da nossa comunidade de consumidores que não deixam barato e querem fazer justiça.