O que é No-show? Saiba o que acontece quando você perde o voo!
indique e ganhePowered by Rock Convert

Um dos assuntos que mais gera confusão entre os viajantes é o no-show. Também teve problema com no-show e não soube o que fazer? Continue lendo!

Animated GIF

Se você já se programou para uma viagem e não conseguiu embarcar no dia correto, provavelmente teve que pagar uma multa ou comprar novas passagens.

Mas será que essa prática é realmente permitida por lei? Continue lendo e veja o que é no-show, como ele funciona e quais os seus direitos.

Acompanhe a leitura!

Você conhece alguém que teve ou terá sua viagem prejudicada pelo Coronavírus (COVID-19)? Nosso time de especialistas pode te ajudar com possíveis soluções! É só clicar aqui.

O que é no-show?

Já aconteceu de você estar com uma viagem programada e não conseguir embarcar no dia certo? Então você provavelmente foi vítima de um no-show!

O no-show é um termo utilizado para quando um passageiro não aparece, deixa de embarcar ou perde um voo e não avisa à companhia aérea antecipadamente. Ele acontece quando: 

  • o passageiro não faz o check-in;
  • o passageiro faz o check-in, mas não embarca no avião.

É claro que os motivos para um passageiro não comparecer podem ser diversos. No entanto, independentemente do motivo, a passagem pode ser imediatamente cancelada.

Para conseguir um assento em um outro voo, o passageiro precisa pagar uma taxa de no-show ou, dependendo do tipo de passagem, pedir um reembolso.

Agora que você já sabe o que é no-show, veja as dúvidas mais comuns dos passageiros sobre o assunto.

O que acontece se o passageiro não embarca no voo?

Há algum tempo, quando acontecia de o passageiro não comparecer ao embarque, mas avisava à empresa aérea com antecedência, ela perdia a oportunidade de vender esse assento à outro viajante. Por conta disso, foi criada uma taxa referente a essa questão.

Ou seja, se você perder o voo e quiser remarcar ou cancelar vai ter que desembolsar um valor diferente daquele já pago na compra da passagem aérea.

No entanto, existem algumas regras para a taxa de no-show e elas variam de acordo com a empresa contratada!

Veja abaixo.

Como é cobrada a tarifa de no-show?

Como já foi dito, existem regras para a tarifa desse problema.

De acordo com a regra atual, quanto menor for o valor da passagem aérea, maior poderá ser a tarifa de no-show.

Logo, passagens mais baratas geralmente resultam em taxas maiores, enquanto passagens mais caras, podem não ter a multa por no-show e ainda haver o reembolso do valor pago.

Já em caso de passagens compradas em promoções, geralmente o valor não é reembolsável.

Importante lembrar que o no-show pode variar de acordo com a companhia aérea, mas, geralmente, é cobrada uma porcentagem em cima do valor da passagem.

Veja o valor nas principais empresas brasileiras:

1) Taxa de no-show Gol: O custo de cancelamento ou alteração para voos é de R$ 170,00 ou 100% do valor da tarifa (o que for menor).

Powered by Rock Convert

E o custo por não comparecimento (no-show) para voos é de R$ 250,00 ou 100% do valor da tarifa (o que for menor). Veja todos os valores clicando aqui;

2) Taxa de no-show Latam: O custo para alteração de passagens (emitidas com pontos) nacionais é de R$ 225 e para reembolso é de R$ 250. Caso a alteração ou reembolso seja solicitada para voos internacionais, o valor pode variar por região. Veja todos os valores clicando aqui;

3) Taxa de no-show Azul: O custo para alteração ou cancelamento de voos domésticos é de R$ 250 pelo site e R$ 325 pelo call center ou no aeroporto. O custo por no-show é de R$ 350. Veja todos os valores clicando aqui.

No-show: o que é legal e o que é abusivo?

Existem duas situações que podem acontecer em caso de no-show.

Uma delas é a companhia aérea cobrar uma taxa ao passageiro, pela falta dele no momento do embarque.

Quanto a isso, alguns tribunais brasileiros entendem que a taxa é considerada legal, mas que o seu valor deve ser menor do que o valor pago na passagem aérea.

Cobrar um valor de taxa de no-show maior do que a passagem, é considerada uma prática abusiva e pode ser passível de indenização.

Outra situação bastante comum, é acontecer o no-show no trecho de ida e a companhia aérea cancelar, automaticamente, o trecho de volta.

Nesse caso, fique atento: essa prática é ilegal e, independente do motivo, a empresa não pode cancelar a passagem de volta, podendo ser considerada uma venda casada.

Perdi o voo: o que fazer?

O artigo 39, I e V do Código de Defesa do Consumidor assegura os seus direitos e considera a prática de cancelamento da passagem de volta abusiva. 

Quer saber mais sobre direito do consumidor? Veja o nosso post

Caso tenha acontecido um no-show e o trecho de volta tenha sido cancelado de última hora, sem poder remarcar o voo, você não deve ficar parado.

O próximo passo é procurar a companhia aérea e solicitar o reembolso das passagens aéreas canceladas e dos gastos extras para remarcar ou comprar novas passagens.

Caso isso não aconteça, você pode reivindicar uma indenização. 

Para isso é importante coletar as principais provas pra te aproximar da sua sua indenização.

Ficou com dúvidas sobre o que é no-show? Veja o nosso infográfico explicando tudo sobre:

Como saber se posso pedir uma indenização?

Agora que você sabe muito mais sobre o cancelamento por no-show.

Em muitos casos de no-show, você pode ter direito a uma indenização. Por isso, não perca tempo! Verifique se você tem um caso elegível conosco clicando aqui. É grátis e você confere em 1 minuto!

Quer ficar por dentro de mais conteúdos sobre os seus direitos? Confira a nossa seção dedicada.

Se você gostou de aprender tudo sobre no-show, não deixe de comentar aqui embaixo. Queremos saber se você quer continuar recebendo conteúdos sobre direitos do consumidor e dos passageiros!

Powered by Rock Convert

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

7 Comentários

  1. Avatar Marcos goes disse:

    Ótimo trabalho!
    Após perder muito tempo na internet encontrei esse blog
    que tinha o que tanto procurava.

    Parabéns, Gostei muito.
    Meu muito obrigado!!!

  2. Avatar Pricila disse:

    Comprei passagem de ida e volta , porém perdi o voo na ida , meu check in foi feito e fiz a viagem de outra forma na ida . Na volta eles cancelaram minha passagem automaticamente sem direito a remarcar .! Como devo proceder ?? Quais são meus direitos ?

    • Marcela Albuquerque da Resolvvi Marcela Albuquerque da Resolvvi disse:

      Olá, Pricila, tudo bem?

      Esse seu caso se caracteriza como No-Show: acontece quando o passageiro compra passagens de ida e volta com a mesma companhia aérea, mas, por algum motivo, não comparece ao check-in ou ao embarque no trecho de ida e a companhia cancela automaticamente o trecho de volta.

      Apesar de a Empresa Aérea argumentar de que a culpa é exclusiva do passageiro, o Supremo Tribunal de Justiça possui o entendimento de que o condicionamento do voo da volta ao voo de ida é uma ação abusiva, sendo conduta que geraria o enriquecimento ilícito da Empresa Aérea e consistindo em venda casada, o que é proibido pela legislação brasileira.

      Caberá indenização por dano moral ao passageiro que enfrentar esse tipo de conduta da Companhia Aérea.

      Caso deseje que sigamos com seu caso, basta cadastrar seu caso em nosso site que analisamos tudo certinho e lhe damos uma resposta, pode ser?

      http://www.resolvvi.com

      Qualquer dúvida que tiver é só falar!

  3. Avatar MARINA MARINHO disse:

    Comprei duas passagens pela Latam, pra mim é minha neta de 6 anos, ocorre que a mãe dela decidiu não deixa-la ir. Preciso, no mínimo, F ficar com um crédito para os próximos 12 meses. É automático ou tenho que fazer algo e entrar em contato com a Latam?

  4. Avatar Celia Maria Pereira Dias disse:

    Comprei uma passagem ida e volta …entusiasmada com a promoçao da viajanet…ia visitar minha mae em BH
    Ocorre que meu medico…disse.md: em tempos de pandemia e sendo vc do grupo de risco aconselho nao ir ! O wue faço para nao ser multada pela Latam

    • Giovanna Damasceno da Resolvvi Giovanna Damasceno da Resolvvi disse:

      Oi Celia, tudo bem?
      De acordo com o que você descreveu, a sua melhor saída é entrar em contato direto com a empresa que te vendeu a passagem em primeiro lugar. Tente falar com a empresa em todos os canais disponíveis, como e-mail, chat de atendimento, telefone, WhatsApp, etc. De toda forma, se você não quer ser multada, a melhor solução é remarcar sua viagem ou ficar com um voucher no valor da passagem para viagens futuras. Se você ainda tem dúvidas, entre em contato conosco através do nosso Plantão de atendimento, clicando aqui.

      Esperamos que dê tudo certo e continue cuidando da sua saúde.
      Um abraço dos seus amigos da Resolvvi.

  5. Avatar Iara Regia Dias Sousa França disse:

    O dia do voo era dia 23/02 as03:00 cheguei dia 23 as 23:00 no caso era pra mim estar dia 22/02 na madrugada acabei me equivocando com horários