Nome sujo: Mitos e verdades da inadimplência
indique e ganhePowered by Rock Convert

Ficou com o nome sujo e não conhece seus direitos? Acompanhe este conteúdo e saiba o que você pode ou não fazer quando estiver com o nome negativado.

Em momentos de crise, é bastante comum que muitos consumidores não consigam cumprir com os compromissos financeiros.

Geralmente, isso acontece por dificuldades financeiras, por estar desempregado ou sequer tendo renda.

Essa situação de inadimplência preocupa tanto por conta da importância de negociar e pagar as dívidas, mas também em relação ao nome sujo.

Segundo dados do Serasa, cerca de 63,2 milhões de brasileiros estão na condição de nome negativado, chegando a quase metade da população de brasileiros no ano de 2019.

Além disso, de acordo com o SPC Brasil, nos últimos 12 meses, a contar de janeiro de 2020, 48% dos brasileiros ficaram com o nome sujo.

Apesar disso, poucos devedores sabem que, apesar de a situação de inadimplência e de estar com o nome sujo, existem direitos e leis de proteção para o devedor.

Se você está lidando com a inadimplência ou nome sujo e deseja saber qual a melhor forma de recuperar sua saúde financeira, continue a leitura!

O que é nome sujo? O que significa estar negativado?

De maneira geral, estar com o nome sujo na praça significa que o consumidor possui alguma dívida que não foi paga, gerando uma restrição feita no CPF pela empresa para a qual deve.

Nome sujo pode ser o mesmo que “restrição no nome”, “CPF sujo” ou “nome negativado”.

Além disso, o fato de estar com o nome sujo ou negativado pode trazer inúmeras consequências infelizes ao devedor, como:

  • Não conseguir cartão de crédito e empréstimo;
  • Ser recusado ao abrir conta bancária;
  • Não ser efetivado em uma vaga de emprego ou concurso público na área bancária/financeira;
  • Ter valores descontados diretamente da sua conta bancária para cumprir com o valor devido;

Apesar disso, é muito importante estar atento ao modo como essa negativação do CPF surge, pois existem dois tipos de dívida que levam ao nome sujo: a legítima e a indevida.

A dívida legítima costuma acontecer de maneira simples: o consumidor faz uma dívida com uma empresa e não consegue cumprir com o compromisso. Com o não pagamento, ele é inscrito nos birôs de proteção ao crédito, como SPC e Serasa.

Já se você não reconhece a dívida que levou à negativação, muito provavelmente  você pode ter sido alvo de um golpe no cartão de crédito, sendo o gasto feito por uma terceira pessoa.

Isso também pode ter acontecido por conta de uma restrição gerada por uma empresa que você não teve vínculo, para a qual você não deve nada.

Você pode estar negativado sem estar realmente devendo!

Nestes casos, é importante fazer consultas ao seu CPF por meio do Serasa ou SPC, analisando qual empresa fez a negativação e como ela pode ter surgido.

Leia também: Nome negativado: o que significa e como resolver?

Além disso, verifique seu extrato bancário e as contas de luz e telefone, por exemplo, pois pode surgir algum tipo de cobrança estranha.

Caso surja alguma cobrança indevida ou dívida reconhecida, conteste o gasto junto com a empresa, informando que não é seu dever arcar com ele. Com isso, a empresa não poderá fazer a negativação.

Como saber se meu nome está sujo?

Se você quer aprender como saber se seu nome está sujo, saiba que é bastante simples!

Para consultar seu nome de maneira gratuita e online, basta acessar os sites do Serasa ou SPC e informar seu CPF.

Caso prefira fazer a consulta de outra forma, é possível comparecer a qualquer unidade de atendimento presencial da instituição e levar seus documentos, incluindo CPF.

Estou com o nome sujo, tenho direitos?

Todo consumidor, com o nome sujo ou não, possui direitos.

Por isso, a resposta é sim! O próprio Código de Defesa do Consumidor tem previsões que protegem a dignidade do devedor como, por exemplo, a proibição a cobrança vexatória.

Neste caso, os direitos mais comuns do consumidor devedor são:

1) Ser avisado com antecedência da negativação

Evitando qualquer surpresa do devedor e prezando até mesmo pela negociação prévia dos valores cobrados, existe um prazo para um consumidor ser negativado.

O fornecedor deve notificar o consumidor, dentro do prazo de 30 dias, de que ele passará a ter o nome sujo em razão dos débitos que tem.

2) Ter a dívida cobrada de maneira digna

De modo algum o devedor que está com o nome sujo sofrer ameaças ou constrangimentos de qualquer natureza.

Ligações para os familiares e amigos do devedor, divulgações públicas da dívida e até mesmo ligações em horário não conveniente são alguns exemplos de práticas abusivas proibidas pelo CDC.

Leia também: Delegacia do Consumidor: Saiba tudo sobre o DECON

Além disso, a lei de proteção ao consumidor prevê medidas arbitrárias de cobrança como crime, podendo levar o fornecedor até mesmo a ser detido.

Conheça os mitos e verdades sobre a inadimplência

Se você ainda tem dúvidas sobre seus direitos e sobre as consequências de estar com o nome sujo, acompanhe a leitura abaixo para conferir alguns mitos e verdades sobre o nome negativado.

Posso ter meu nome sujo por uma dívida que não é minha?

VERDADE!

Chamamos isso de nome negativado indevidamente, que pode acontecer nas situações de fraudes feitas no cartão de crédito ou de uma inscrição no SPC ou Serasa por dívida inexistente.

Neste caso, é importante notificar imediatamente a empresa que negativou seu nome, informando que o gasto não foi feito e requerendo a retirada da restrição do seu nome imediatamente.

Ficou com o nome sujo injustamente? Saiba agora mesmo se seu caso tem direito a uma indenização e limpe seu nome! Basta clicar aqui.

O banco pode recusar crédito e empréstimos

VERDADE!

Por meio da simples consulta ao CPF do consumidor, é possível identificar se seu nome está sujo ou não.

Caso a empresa opte por consultar o CPF do solicitante e identifique um nome negativado, é bem provável que o consumidor não tenha sucesso em obter o empréstimo ou crédito que deseja.

A justificativa para isso é, principalmente, o baixo score do consumidor, o que é um reflexo se uma pessoa é ou não uma boa pagadora.

Um score baixo significa justamente um reduzido índice de pagamento dos compromissos financeiros, dentre eles, por exemplo, as contas de cartão de crédito.

Mesmo que algumas instituições recusem clientes com nome negativado, é importante lembrar que existem diversas opções no mercado para o público com restrição, como os cartões de crédito e empréstimo pessoal para negativados.

Não posso mais utilizar meu cartão de crédito

MITO!

Se o cliente já possuía o cartão de crédito antes de estar com o nome sujo, o banco ou a instituição financeira não pode impedir o uso.

Mas caso o consumidor com nome negativado esteja solicitando um cartão de crédito, é bem possível que seja recusado pelo banco.

Posso ter valores descontados da minha conta corrente

VERDADE!

O desconto dos valores de maneira automática pode acontecer, mas precisa estar previsto em contrato.

Sobre o quanto pode ser retirado da conta, a princípio não existe limite, mas somente nos casos de empréstimo consignado, nos quais existe um limite de 30% do valor que existe na conta.

Posso ser recusado em uma vaga de emprego

VERDADE!

Caso o futuro empregador deseje e considere importante ter um bom pagador no seu quadro de empregados, é permitido que sejam feitas consultas ao nome de um candidato.

Powered by Rock Convert

A prática é autorizada pelo Tribunal Superior do Trabalho e o candidato recusado não pode requerer qualquer tipo de indenização, caso se sinta injustiçado com a recusa.

A empresa pode me cobrar da forma que bem entender

MITO!

O Código de Defesa do Consumidor proíbe qualquer tipo de cobrança que prejudique a dignidade do devedor com nome sujo.

A proibição vale seja uma simples ligação fora do horário comercial, podendo ir até situações de ameaça.

Em caso de constrangimento na cobrança de uma dívida, notifique a prática abusiva em uma Delegacia do Consumidor (DECON), encarregada de investigar o caso e punir adequadamente o fornecedor.

A instituição de ensino pode recusar minha matrícula

VERDADE!

O fato de estar ou não com o nome sujo diz muito sobre o consumidor, refletindo se ele é ou não um bom pagador de seus compromissos financeiros.

Principalmente sendo uma instituição de ensino privada, na qual existe o pagamento de mensalidades, é possível existir sim essa restrição, que é feita no momento em que seu nome é verificado nos órgãos de proteção ao crédito.

Preciso ser avisado antes da negativação

VERDADE!

O fornecedor tem um prazo de, pelo menos, 30 dias para notificar o consumidor de que seu nome será negativado.

Lembrando que este prazo é para aviso ao consumidor, e não limita o fornecedor a fazer a restrição somente dentro de 30 dias.

Meu nome pode continuar sujo eternamente

MITO!

Passados 5 anos,  caso a dívida que gerou a negativação esteja vencida, a empresa não pode mais manter o nome do devedor sujo ou mesmo negativar após esse período.

Além disso, dentro de 5 dias a contar do pagamento da dívida o nome do devedor também deve ser normalizado.

Em ambos os casos, se o fornecedor descumpre qualquer dessas normas, o devedor pode ter o direito até mesmo de ser indenizado em danos morais.

Posso ser impedido de abrir uma conta no banco

VERDADE!

A instituição bancária tem total liberdade para aceitar ou recusar clientes, principalmente se no momento da aplicação para abrir uma conta for feita a consulta do seu score.

Para alguns bancos, não é interessante correr o risco de lidar com um mau pagador, o que acaba gerando a recusa para abrir uma conta.

Apesar disso, algumas instituições no mercado não verificam se o possível cliente está ou não com o nome sujo, dando a oportunidade de abrir uma conta bancária, mesmo com restrição.

Como posso limpar meu nome negociando dívidas?

Agora que você sabe quais são seus direitos e quais prejuízos é possível ter quando se está com o nome sujo, chegou a hora de pensar em maneiras inteligentes de sair do vermelho.

E para isso, você pode fazer uso, de diversas formas, da negociação!

negociar dívidas

Existem algumas opções para os consumidores que desejam negociar algum débito que gerou o nome sujo, são elas:

1) Negociar diretamente com o fornecedor/empresa

Se tem preferência pelo contato direto com a empresa para a qual está devendo, existem as mais diversas facilidades de canais de contato, podendo ser:

  • telefone direto da empresa;
  • postos de atendimento presencial;
  • redes sociais;
  • e-mail;
  • plataformas próprias de negociação de dívidas.

Alguns fornecedores como, por exemplo, instituições bancárias, costumam entrar em contato voluntariamente com os devedores, oferecendo descontos no pagamento de dívidas e outras facilidades.

Geralmente, o atendimento por meio deste tipo de plataforma costuma ser livre de burocracias.

Para negociar dívida por conta de nome sujo, basta seguir os passos:

  • Propor um valor que é viável para seu planejamento financeiro;
  • Verificar as facilidades existentes e os valores propostos pela instituição;
  • Aceitar a oferta e cumprir as parcelas do acordo.

Importante lembrar que não é necessário que o consumidor aguarde horas a fio para que seja atendido, como ocorre, por vezes, em atendimentos presenciais ou via telefone.

2) Negociar por meio de terceiros/intermediários

Porém, se você não deseja buscar diretamente a empresa que fez a negativação, é possível buscar outras instituições que atuam como intermediários na relação entre credor e devedor.

Geralmente, as empresas oferecem negociações facilitadas e em boas condições para o devedor com o nome sujo.

Em boa parte das opções, a negociação é feita de maneira completamente online, sem necessidade de contato via telefone ou presencial.

Se você que saber mais como fazer uma negociação online e sem burocracia, clique aqui!

Para negociar dívidas online, o passo a passo costuma ser o mesmo e bastante simples, sendo as etapas:

  1. Escolher o site pelo qual será feita a negociação;
  2. Informar seus dados e CPF ao acessar a plataforma;
  3. Consultar as ofertas e informar o quanto deseja pagar;
  4. Aceitar o acordo e cumprir os pagamentos.

E para escolher a plataforma que mais se adequa às suas necessidades, existem algumas opções como Serasa Consumidor e Blu365.

Em ambas, é possível obter todas as facilidades de negociação por meio do passo a passo que citamos anteriormente.

Ficou com o nome sujo? Veja estas dicas importantes de negociação

Apesar das plataformas prometerem facilidades e negociação sem burocracia, é importante prestar atenção em alguns fatores.

O que vale tanto se a negociação for direta, como se for por meio de terceiros.

Em primeiro lugar, antes de fechar qualquer acordo, faça um bom planejamento financeiro!

Para isto , conte com a ajuda de planilhas de planejamento financeiro e aplicativos de organização financeira.

Uma vez que você tem um bom controle das suas finanças, é possível saber o quanto de dinheiro terá disponível para pagar suas dívidas, sem deixar os outros compromissos de lado.

Outra dica bastante importante é: esteja atento às condições da negociação!

Analisar o valor original da dívida e o valor atual, contando com juros e multa, pode ajudar no momento de negociar valores.

Sempre busque os pagamentos com a menor taxa de juros e multa possível, tentando reduzir o valor da dívida o mais próximo do débito original.

Além disso, analise qual é a melhor forma de cumprir o acordo: à vista ou parcelado, sabendo que boa parte das empresas oferecem os menores valores para o pagamento à vista.

nome negativado

Não se esqueça que, caso seu nome tenha ficado negativado indevidamente, você pode buscar uma indenização!

Além de limpar seu nome, uma compensação financeira pode ser exigida pelos danos morais sofridos.

Para isso, basta contar com a ajuda da Resolvvi para limpar seu nome e ainda receber sua indenização.

Você pode exigir seus direitos de forma totalmente online, sem audiências e zero burocracias.

Quer saber se seu caso é qualificado? Verifique grátis agora mesmo!

Powered by Rock Convert

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

3 Comentários