Planejar viagem: 9 dicas para organizar a sua viagem

Patricia Autran da Resolvvi Escrito por Patricia Autran da Resolvviem 2 de outubro de 2019
Planejar viagem: 9 dicas para organizar a sua viagem

Vai viajar e não sabe por onde começar? Planejar viagem é uma prática negligenciada por muitos aventureiros, principalmente quando se viaja sozinho.

Por causa da falta de planejamento, podem ocorrer problemas chatos, que vão desde esquecer a câmera fotográfica até perder uma conexão.

Pensando em ajudá-lo a organizar os trâmites para a sua próxima aventura, separamos as melhores dicas para você planejar a sua viagem e não esquecer de nada. Confira!

1. Fixe um orçamento para a sua viagem

Organizar uma viagem depende de quanto você tem para gastar. Não adianta sonhar com 15 dias na Grécia se você possui um orçamento restrito, que daria no máximo para uma semana no litoral carioca.

O orçamento é, por isso, é o primeiro passo para quem quer viajar.

Você deve considerar se juntará dinheiro até o dia da viagem e qual será o montante final. Os mais organizados costumam pagar todo o roteiro antes de embarcar.

Afinal, já imaginou ver débitos nos próximos 10 meses do cartão de crédito? O grande ponto é que ao organizar a sua viagem partindo do orçamento, você saberá suas possibilidades de destino, datas e roteiros que poderá fazer.

Ou seja, o orçamento influencia em tudo.

2. Escolha o destino de acordo com o orçamento

Com um orçamento bem definido, o próximo passo para organizar uma viagem é escolher um destino.

Sabe aquele sonho antigo que você fez quando ainda era um adolescente? Ou a cidade onde foi filmada aquela série que você maratonou nas férias? É hora de ver as possibilidades financeiras e realizar esses sonhos.

Ou então simplesmente apontar um lugar curioso no mapa.

Escolhidas algumas opções, a ideia é perguntar a conhecidos que já estiveram no local tudo que pode ser relevante sobre o destino.

Se não tiver ninguém para ajudar, faça uma pesquisa na internet para verificar costumes, atrações, valores e tudo o que puder interferir na sua decisão.

A partir dessas informações, é possível pensar em qual será o seu tipo de viagem (gastronômica, mochilão, luxo, em amigos ou outras pessoas e etc.), quantos dias de duração, o melhor roteiro e época para viajar, bem como os gastos.

Ainda que este seja um passo inicial, ele costuma ser o mais difícil.

Nossa dica adicional é: se você tem possibilidade de viajar em baixa temporada, viaje. Os preços são bem mais em conta, o que contribui para seu orçamento. 

3. Escolha uma data adequada

Um planejamento de viagem bem feito depende da escolha correta da data. Imagine que você deseja ir para o litoral, mergulhar de snorkel nas piscinas naturais e ver a fauna e flora marítima?

Certamente, precisa pegar dias em que a maré estará mais baixa, possibilitando a formação das piscinas, e evitar a chuva, que deixa a água do mar mais turva. 

Escolher uma data adequada para a viagem é fundamental para não se frustrar. Por isso, ao definir o destino, procure saber qual o melhor período para visitá-lo.

As mudanças de tempo podem estragar o seu roteiro com excesso de chuva ou secas, furacões e frio extremo.

Após definir o período da viagem, já coloque um alerta dos sistemas das companhias aéreas e sites especializados em passagens aéreas para saber sobre promoções e preços das passagens.

Assim, você saberá o melhor momento para comprar os bilhetes.

4. Planeje o seu roteiro de viagem

Para não passar aperto na viagem, é interessante traçar um roteiro prévio, ainda que ele mude devido às circunstâncias.

Cada lugar pode ser explorado de diversas maneiras. Você pode optar por organizar sua viagem para curtir uma cidade como se fosse um residente ou um turista.

São duas experiências distintas, e a escolha só depende do viajante. Em qualquer uma delas, sem dúvidas, você terá momentos inesquecíveis.

Os viajantes mais sistemáticos gostam de pensar em todas as atrações de um roteiro, desde os pontos turísticos até os locais de alimentação, horários etc.

Aqueles mais tranquilos definem algumas opções e deixam “a vida levar” no restante. Cabe a você elaborar seu roteiro de acordo com seus gostos.

Seja natureza, pontos turísticos, gastronomia, vida noturna intensa ou cultura. Priorize aquilo que mais lhe agrada para que você sinta que a viagem valeu a pena.

Uma boa dica é fazer um roteiro diverso, que inclui experiências voltadas para o turista e para o público local. Assim, você se sente parte daquela cultura, sem deixar de ver as atrações mais badaladas.

Além disso, vale uma pesquisa na internet, principalmente com mochileiros e outros viajantes. Com o roteiro definido, pense no cronograma, no deslocamento e outros detalhes.

5. Procure as melhores opções de hospedagem

Hospedagem tradicional em hotéis e pousadas? Hostel ou albergue? Couchsurfing ou AirBNB?

Atualmente, na hora de organizar sua viagem, o viajante possui uma ampla gama de opções. Os mais convencionais ainda são muito utilizados por famílias e/ou pessoas que não abrem mão de facilidades e conforto.

O couchsurfing (passar noites em sofás de moradores), hostels e albergues costumam ser os preferidos dos jovens que não se importam muito com esses pontos e que prezam pela economia.

O AirBNB é uma das opções mais procuradas atualmente pelo seu custo-benefício. 

Para escolher a melhor opção de hospedagem, você deve considerar principalmente o que é importante para você.

Comodidades e infraestrutura adaptada para viajantes? Preço e interação social? Viver como se fosse um habitante local? Considere tudo isso antes de escolher.

Não ignore seu perfil de viajante e o estilo da viagem. Mas, em qualquer opção de hospedagem, verifique se ela possui fácil acesso ao transporte público ou às atrações que quer conhecer.

E sempre leia os comentários de outros viajantes sobre o local em sites confiáveis, ou seja, não confie nas fotos.

6. Pense na alimentação durante a viagem

Além de pensar na hospedagem, é necessário ter o mesmo pensamento para a alimentação.

Não ignore suas preferências e suas particularidades. Afinal, você quer experimentar os melhores pratos sem passar mal, certo?

Uma boa dica é pesquisar previamente os lugares onde você pode fazer suas principais refeições, considerando seu roteiro.

Dicas da internet e de moradores são valiosas para fugir de restaurantes movimentados e conhecer locais que oferecem uma experiência semelhante com melhor custo-benefício.

7. Compre os bilhetes dos meios de transporte com antecedência

Um passo importante ao organizar sua viagem é comprar antecipadamente as passagens aéreas ou rodoviárias, bem como os bilhetes de outros meios de transporte que você precisará para cumprir seu roteiro.

O que você precisa para chegar ao seu local de destino? Um ônibus que sai do aeroporto de uma capital e vai para o interior? Um passe livre de transporte público dentro daquele país (algo muito comum na Europa)?

Não se esqueça de fazer essas compras antecipadamente. Deixar para a última hora é correr um risco desnecessário de não conseguir viajar nos dias certos.

Lembre-se: não se preparar com antecedência pode prejudicar bastante o seu roteiro.

8. Contrate um seguro viagem

Para organizar uma viagem e curtir com tranquilidade, sempre que você sair do Brasil (onde a cobertura dos planos de saúde não costumam chegar) contrate um bom seguro viagem.

Ele é sua carta na manga para qualquer emergência que acontecer. 

Assistência médica, indenizações em caso de extravio de bagagem ou interrupção da viagem são algumas das coberturas que esse seguro oferece.

Antes de contratar, faça algumas cotações e leia os termos da apólice para não ter nenhuma surpresa.

9. Abuse da tecnologia para planejar viagem

A última dica para organizar sua viagem e curtir bastante essa experiência é abusar da tecnologia, principalmente adotar um app que organiza tudo.

Atualmente, é impensável viajar sem algum mapa online ou sem aplicativos de motorista particular. Faça o download antes de sair de casa para garantir o uso fácil sempre que precisar.

Além desses mais conhecidas, aplicativos de previsão do tempo, tradução, melhores atrações e restaurantes são fundamentais para não passar aperto.

Planejar a sua viagem é uma boa prática para viajar tranquilo. Com o orçamento definido, você saberá exatamente onde estarão seus gastos com passagens, hospedagem, alimentação, atrações turísticas e seguro viagem.

Basta seguir o roteiro ou ajustá-lo quando necessário para aproveitar cada segundo!

Gostou desse post? Então, aproveite para conferir também os melhores destinos para viajar sozinho ou fazer um mochilão. Boa leitura!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

2 Comentários